Fatores motivacionais em atletas de categoria de base de um clube de futebol de Porto Alegre

  • Giordano da Silva Notari Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre-RS, Brasil
  • Rogério da Cunha Voser Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre-RS, Brasil
  • Miguel Angelo dos Santos Duarte Junior Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre-RS, Brasil
  • José Augusto Evangelho Hernandez Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Palavras-chave: Motivação, Esportes, Iniciação esportiva

Resumo

O futebol é um dos esportes mais praticados no Brasil, o que faz com que crianças e jovens tenham grande interesse no esporte. Um dos principais fenômenos de ordem psicológica no esporte é a motivação. Os aspectos motivacionais que levam à prática esportiva são importantes no planejamento e objetivos das atividades. Esta pesquisa de cunho quantitativo e descritivo, de corte transversal, tem por objetivo analisar e descrever os fatores motivacionais para a prática esportiva de atletas das categorias de base de um clube de futebol da cidade de Porto Alegre. Como instrumento de coleta de dados foi utilizada a "Escala de Motivos para Prática Esportiva" (EMPE), para população brasileira e à composta por 33 questões. Como a medida foi feita em uma escala ordinal, foram estabelecidos os seguintes critérios: "nada importante" (para o ní­vel 0), "pouco importante" (para os ní­veis 1, 2 e 3), "importante" (para os ní­veis 4, 5 e 6), "muito importante" (para os ní­veis 7, 8 e 9), e "totalmente importante" (para o ní­vel 10). Posteriormente, as questões foram agrupadas em 7 fator motivacionais, assim denominados: status, condicionamento fí­sico, energia, contexto, técnica, afiliação e saúde. Resultados: o fator saúde teve a maior média (m:9,2), seguida pelos fatores técnica (m:9,0), afiliação (m:8,6), condicionamento fí­sico (m:8,5), status (m:8,5), contexto (m:8,0) e energia (m:7,9). Conclusão: o fator saúde foi o mais relevante para os atletas analisados, o que pode estar relacionado com as informações contemporâneas sobre um modo de vida saudável, no qual o esporte destacasse como importante componente.

Biografia do Autor

Giordano da Silva Notari, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre-RS, Brasil

Bacharel em Educação Fí­sica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2018) tem experiência em iniciação esportiva atuando em escolinhas de futebol e futsal.

Rogério da Cunha Voser, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre-RS, Brasil

Doutor em Ciências da Saúde na PUCRS, em 2006. Mestre em Ciências do Movimento Humano pela Escola de Educação Fí­sica da UFRGS, em 1998. Especialista em Ciências do Futebol e do Futebol de Salão pelas Faculdades Integradas Castelo Branco Centro Educacional de Realengo, em 1990. Licenciado em Educação Fí­sica pela ESEF-UFPEL, em 1988. Graduado em Fisioterapia pela ULBRA, em 1999. Foi atleta de várias equipes de Futsal do estado, atuou na Espanha, preparador fí­sico do Inter/ULBRA e técnico da equipe juvenil da ULBRA. Tem experiência em escolas do municí­pio e particular. Consultor de vários cursos de Graduação e Especialização. É avaliador de Cursos Superiores e.MEC-INEP. Atualmente É Professor Associado ní­vel 1 da Escola de Educação Fí­sica, Fisioterapia e Dança da Universidade Federal do Rio Grande do Sul nas Disciplinas de Futsal, Bases das Práticas Corporais: esporte, Supervisão de estágio do Bacharelado e de TCC1 e TCC2. Na mesma Instituição é coordenador do NAU (Núcleo de Avaliação da Unidade - ESEFID/UFRGS). É um dos lideres do Grupo de Estudos em Esporte (GEE) da UFRGS/CNPQ. É coordenador do Programa Institucional de Bolsa de iniciação à Docência/PIBID - Educação Fí­sica da UFRGS. É vice-coordenador da Equipe Colaboradora 18 (RS) do Programa Segundo Tempo do Ministério do Esporte. Desenvolve Projetos de Extensão Universitária na área do Futsal. Já trabalhou também na ULBRA, PUCRS, Facos e São Judas Tadeu/RS. Ministra cursos de Futsal e Iniciação aos Esportes por todo o Brasil (extensão e pós-graduação). Autor dos livros Iniciação ao futsal: abordagem recreativa; Análise das Intervenções Pedagógicas em Programas de Iniciação ao Futsal; A Criança e o Esporte: uma perspectiva lúdica; Futsal: princí­pios técnicos e táticos; Futsal e a Escola: uma perspectiva pedagógica; Futebol: História, Técnica e Treino de Goleiro; Ensino dos Esportes Coletivos: uma abordagem recreativa; PIBID na Educação Fí­sica: uma proposta metodológica e práticas para o ensino do esporte na escola e Futsal: ensino através dos jogos de inteligência e capacidade tática.

Miguel Angelo dos Santos Duarte Junior, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre-RS, Brasil

Mestrando em Ciências do Movimento Humano na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS desde 2017. Bacharel em Nutrição (2014) UNISINOS. Acadêmico em Educação Fí­sica pela ESEFID/UFRGS. Filiado ao Projeto Esporte Brasil (PROESP-Br UFRGS). Atualmente desenvolve atividades de orientação nutricional, prescrição de dietas e suplementação. Experiência como bolsista do Núcleo de Avaliação da Unidade, Bolsista de Iniciação Cientí­fica BIC-UFRGS e Programa Instituição de Bolsas de Iniciação a Docência - PIBID. Possui qualificação internacional concedida pela Sociedade Internacional para Avanço da Cineantropometria (ISAK). Tem como áreas de interesse o esporte, avaliação, cineantropometria e nutrição.

José Augusto Evangelho Hernandez, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro-RJ, Brasil

Bacharel em Direção Teatral pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Dirigiu e atuou em diversos espetáculos teatrais. Graduado em Psicologia pela Pontifí­cia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Especialista em Hipnoterapia Ericksoniana pelo Instituto Milton Erickson. Especialista em Psicologia do Esporte pelo Conselho Federal de Psicologia. Mestre e Doutor em Psicologia do Desenvolvimento pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi professor da graduação e pós-graduação dos cursos de Psicologia e Educação Fí­sica da ULBRA/Canoas/RS, onde atuou como psicólogo do Sport Club Ulbra em diversas modalidades desportivas. Além disso, ocupou os cargos de coordenador de TCC e de Pós-Graduação Lato sensu da Psicologia. Foi professor convidado do pós-graduação da Educação Fí­sica da PUCRS e da FACOS/Osório/RS. Foi professor substituto da graduação e convidado da pós-graduação da ESEF-UFRGS. Foi professor da Faculdade Sogipa de Educação Fí­sica na graduação e pós-graduação e, também, da Instituição Educacional São Judas Tadeu. Atualmente, é docente do Departamento de Fundamentos da Psicologia e do Programa de Pós Graduação em Psicologia Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Parecerista Ad Hoc do Sistema de Avaliação de Testes Psicológicos - Satepsi do Conselho Federal de Psicologia, da FAPERJ, da FACEPE e revisor de diversos periódicos nacionais e internacionais. Tem experiéncia de pesquisa em género (gender schema theory), relacionamentos í­ntimos (amor e satisfação conjugal), psicologia do esporte (rendimento, saúde e educação) e adaptação e validação de instrumentos e medidas em psicologia.

Referências

-Andrade, R. L. Influência os processos de ensino-aprendizagem treinamento no conhecimento tático processual no escalão Sub-11 de formação do futebol. Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da UFMG. Belo Horizonte. 2010.

-Bandeira, Thiago. Motivação do Treinamento Físico para Alta Performance. 2010. Disponível em: <http://www.universidadedofutebol.com.br/2010/06/1,14734> Acesso em: 28 nov. 2017.

-Barroso, M. L. C. Validação do Participation Motivation Questionnaire adaptado para determinar motivos de prática esportiva de adultos jovens brasileiros. 2007.

-Berleze, A.; Vieira, L. F.; Krebs, R. J. Motivos que levam crianças à prática de atividades motoras na escola. R. da Educação Física/UEM, Maringá. Vol. 13. Num. 1. p. 99-107, 2002.

-Carraveta, E. O jogador de futebol. Porto Alegre: Mercado aberto, 2001.

-Filgueira, F. M. Objetivos dos Pais em Relação à Prática do Futebol na Iniciação. Revista Mineira de Educação Física. Vol. 13. Num. 1. p. 96-110. 2005.

-Fiorese, L. V. A relação entre a percepção de competência de atletas adolescentes e seus motivos para a prática esportiva. Dissertação de Mestrado. UFSM, 1993.

-Gaya, A. C. Ciências do movimento humano: introdução à metodologia da pesquisa. Porto Alegre: Artmed, 2008.

-Gomes, C. M. R. Motivação para a Prática do Futebol: Motivos para a prática, objectivos de realização e crenças quanto às causas de sucesso, de jovens pertencentes a escalões de formação de Futebol. Trabalho de monografia. Faculdade de Desporto, Universidade do Porto, Porto, 2006.

-Gonçalves, G. H. T.; Klering, R. T.; Pacheco, C. H.; Balbinotti, M. A. A.; Balbinotti, C. A. A. Motivos à prática regular de futebol e futsal. Saúde e Desenvolvimento Humano. Vol. 3. Num. 2. p. 7-20. 2015.

-Lorenzi, G.; Voser.; R. C.; Hernández, J. A. E. A motivação para a prática do futebol de crianças com idade entre 09 a 12 anos. 2011. Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd155/a-motivacao-para-a-pratica-do-futebol-de-criancas.htm>. Acesso em: 16 nov. 2017.

-Miranda, R.; Ribeiro, L. C. Motivação: a compreensão teórica para a melhoria do desempenho atlético nos treinamentos e competições. Revista Treinamento Desportivo. Vol. 2. Num. 1. p 79-88. 1997.

-Paim, M. C. C. Fatores Motivacionais e Desempenho no Futebol. Revista da Educação Física/UEM, Maringá. Vol. 12. Num. 2. p.73-79. 2001a. Disponível em: <http://eduem.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/viewFile/3748/2580>. Acesso em: 03 dez. 2017.

-Paim, M. C. C. Motivos que levam adolescentes a praticar o futebol. Revista Digital. Vol. 7. Num. 43. 2001b.

-Pansera, S. M.; Valentini, N. C.; Santayana S. M.; Berleze, A. Motivação intrínseca e extrínseca: diferenças no sexo e na idade. Psicologia Escolar e Educacional. Vol. 20. Num. 2. 2016.

-Peres, A. L. X.; Saldanha, R. P. Motivação para a prática esportiva dos jovens: uma revisão integrativa. SEFIC 2017, 2017.

-Reis, C. A. M. Análise dos fatores determinantes para o abandono de adolescentes no futsal. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 6. Num. 19. 2013. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/246>

-Samulski, D. Psicologia do Esporte: Comparação do esportista e não esportista. UFMG, Belo Horizonte: 1990.

-Santos, M. A. G. N.; Manoel, R. V. Fatores motivacionais na prática do futebol. Revista Hórus, Ourinhos. Vol. 4. Num. 2. p. 220-230. 2010. Disponível em: <http://www.faeso.edu.br/horus/artigosanteriores/2010/fatoresmotivacionais.pdf>. Acesso em: 28 dez. 2017.

-Sena, A. C.; Hernandez, J. A. E.; Duarte Junior, M. A. S.; Voser, R. C. Fatores motivacionais que influenciam na prática do Futsal: um estudo de uma escolinha na cidade de Porto Alegre. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 9. Num. 35. p. 416-421. 2017. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/550>

-Voser RC. Iniciação ao futsal, abordagem recreativa. 3.ed. Canoas, Brasil: Editora da ULBRA; 2004.

-Voser, R. C.; Hernández, J. A. E.; Okubo, J. C.; Duarte Junior, M. A. S. A motivação para o esporte: um estudo descritivo com atletas profissionais de futebol. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, Edição Especial: Pedagogia do Esporte, São Paulo. Vol. 9. Num. 35. p.399-405, 2017. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/539>

-Voser, R. C.; Hernández, J. A. E.; Ortiz, L. F. R.; Voser, P. E. G. A motivação para a prática do futsal: comparação entre atletas federados do sexo masculino e feminino. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo. Vol. 6. Num. 21. p.196-201. 2014. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/287/234>

-Voser, R. C.; Moreira, C. M.; Voser, P. E. G.; Hernandez, J. A. E. A motivação para prática do Futsal: Um estudo com atletas na faixa etária entre 13 e 18 anos. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, v. 8, n. 28, p. 39-45, 2016. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/384>

Publicado
2019-01-20
Como Citar
Notari, G. da S., Voser, R. da C., Duarte Junior, M. A. dos S., & Hernandez, J. A. E. (2019). Fatores motivacionais em atletas de categoria de base de um clube de futebol de Porto Alegre. RBFF - Revista Brasileira De Futsal E Futebol, 10(41), 703-709. Recuperado de http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/666
Seção
Artigos Cientí­ficos - Original