Fatores psicológicos e sociais são fontes de estresse subjetivo em árbitros de Futebol

Mário Antônio de Moura Simim, Renato Melo Ferreira, Markus Vinicius Campos Souza, Alessandro Custódio Marques, Bruno Victor Correa da Silva

Resumo


A arbitragem é um dos aspectos mais importantes envolvidos na competição, sendo frequentemente citada por atletas e dirigentes como responsáveis por seus insucessos e fonte de estresse. O objetivo foi analisar a percepção de estresse em árbitros da Liga Uberabense de Futebol após uma partida de futebol. Participaram do estudo 26 árbitros de futebol de diferentes níveis esportivos, que atuam nos campeonatos realizados pela Liga Uberabense de Futebol. Foi utilizado o Teste de estresse para árbitros (TEPA). Os resultados mostram que os principais fatores causadores de estresse foram: locais com ausência de segurança, desorganização da competição, falta de pagamento, delegado despreparado, chegar tarde ou atrasado no local da partida, irresponsabilidade do colega, falta de reconhecimento e valorização, comentários de quem não sabe as regras do jogo, entre outros. Concluímos que a percepção de estresse dos árbitros investigados é proveniente de erros na tomada de decisão durante a partida e de fatores sociais relacionados a ausência de segurança antes, durante e depois da partida, estrutura dos campos.

 

ABSTRACT

Psychological and social factors are subjective stress source in football referees

Referees play one of the most important aspects of competition and often, according to athletes and managers, are responsible for their failures and for causing stress. The objective was to analyze the perception of stress in referees of Liga Uberabense of Soccer after a match. Twenty Six football referees of different sports levels, who play in the championships held by the Uberaba Football League, were part of the study. The stress test for referees, TEPA was used. The results show that the main stressor factors were: places with no safety, lack of proper planning of the competition, no payment, unprepared colleagues, delays, irresponsible co-workers, lack of recognition and appreciation, and comments of those who do not know the rules of the game among others. We conclude that the perception of referee's stress investigated comes from mistakes in decision making during the match, social factors related to lack of safety before, during and after the match, and the playing field structure.


Palavras-chave


Estresse; Arbitro; Futebol

Texto completo:

PDF

Referências


-Arns, P. C.; Folle, A.; Leite, R. M. Nível de stress de oficiais de arbitragem do basquetebol catarinense. Cinergis. Vol.15. Num. 1. 2014. p. 5-9.

-Costa, R. Q. B.; Lima e Silva, L.; Pimentel, C. L.; Godoy, E. S.; Gama, D. R. N.; Vale, R. G. S.; Nunes, R. A. M. Perfil sociodemográfico de árbitros de futebol recém-formados no Rio de Janeiro. Revista de Educação Física do Exército. Rio de Janeiro. Vol. 84. Num. 4. 2017. p. 284-290.

-Costa, V. T.; Ferreira, R. M.; Penna, E. M.; Costa, I. T.; Noce, F.; Simim, M. A. M. Análise estresse psíquico em árbitros de futebol. Revista Brasileira de Psicologia do Esporte. São Paulo. Vol. 3. Num. 2. 2010. p. 2-16.

-Cronbach, L. J. Coefficient alpha and the internal structure of test. Psychometrika. 1951.

-De Rose Junior, D. A competição como fonte de estresse no esporte. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Brasília. Vol. 10. Num. 4. 2002. p. 19-26.

-De Rose Junior, D.; Pereira, F. P; Lemos, R. F. Situações específicas de jogo causadoras de “stress” em oficiais de basquetebol. Revista Paulista de Educação Física. São Paulo. Vol. 16, Num. 2. 2002. p. 160-173.

-Dorcsh, K. D.; Paskevich, D. M., Stressful experiences among six certification levels of ice hockey officials. Psychology of Sport and Exercise. Vol. 8. Num. 4. 2007. p.585-593.

-Ferreira, H. C. A.; Simim, M. A. M.; Noce, F.; Samulski, D. M.; Costa, V. T. Análise do estresse em árbitros de futsal. Coleção Pesquisa em Educação Física. São Paulo. Vol. 8. Num.1. 2009. p. 43-48.

-Gabardo, A. L.; Comparim, M. S. C. V. Fatores causadores de stress em equipe de arbitragem da Federação Paranaense de Basketball. Revista Eletrônica de Educação Física. Vol. 8. 2008. p.4.

-Guillén, F.; Feltz, D. L. A conceptual model of referee efficacy. Frontiers in Psychology. Vol. 2. Art. 25. 2011. p. 1-5.

-Horn, L. G. R.; Reis, L. N. A profissionalização da arbitragem e sua influência na imagem dos árbitros: um estudo na ótica de profissionais ligados à gestão do futebol no Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 8. Num.28. 2016. p.19-28.

-Mirjamali, E.; Ramzaninezhad, R.; Rahmaninia, F.; Reihani, M. A Study of Sources of Stress in International and National Referees of Soccer, Volleyball, Basketball and Handball in Iran. World Journal of Sport Sciences. Vol. 6. Num. 4. 2012. p. 347-354.

-Pasquali, L. Psicometria teoria dos testes na psicologia e na educação. Petrópolis. Vozes. 2003.

-Samulski, D. M.; Silva, S. A. Psicologia aplicada à arbitragem. in Samulski, D.M. Psicologia do Esporte: conceitos e novas perspectivas. Manole. 2009

-Samulski, D. M.; Noce, F.; Chagas, M. H. Estresse. in Samulski, D.M. Psicologia e Fisioterapia. Manole. 2009.

-Silva, A. I.; Silva, M. A. Análise e discussão das mudanças no CBJD referentes ao árbitro de futebol. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol.7. Num.25. 2015. p.255-276. Disponível em:

-Silva, A.S. Construção e validação de um instrumento para medir o nível de estresse dos árbitros dos jogos esportivos coletivos. Dissertação de Mestrado. Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte. Minas Gerais. 2004.

-Sousa, M. A. M. Um olhar para os árbitros de futebol. Revista Brasileira de Psicologia do Esporte. São Paulo. Vol.6. Num. 1. 2016. p. 121-132. Disponível em:

-Stefanello, J. Situações de estresse no vôlei de praia de alto rendimento: um estudo de caso com uma dupla olímpica. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. Porto. Vol. 7. Num. 2. 2007. p.232-244.

-Streiner, D. L. Being inconsistent about consistency: when coefficient alpha does and doesn´t matter. Journal of Personality Assessment. Vol. 80. Num. 3. 2003. p. 217-222.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Antonio Coppi Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui