A importância da posse de bola no futebol: Uma análise dos times portugueses fc porto e sl benfica

  • José Renato Bolsonaro Graduação em Educação Física, Centro Universitário Moura Lacerda, Jaboticabal, São Paulo, Brasil.
  • Mauricio Noveli Rabelo Graduação em Educação Física, Centro Universitário Moura Lacerda, Jaboticabal, São Paulo, Brasil.
Palavras-chave: Posse de Bola, Campeonato Portugues, Porto, Benfica

Resumo

Esse trabalho tem como objetivo de analisar a importância da posse de bola no futebol, bem como verificar se ela é determinante para o sucesso de uma equipe de futebol, para a análise foi escolhido o campeonato português de futebol, a escolha se dá por conta da boa formação de treinadores Portugueses, e o estudo do jogo da Universidade do Porto e os teóricos Vitor Frade e Júlio Garganta. A pesquisa foi feita através dos dados do site oficial do Campeonato Português chamado de (Primeira liga Nós) que tem como sua federação responsável a federação Portuguesa de futebol, foram pesquisados 68 jogos no total do campeonato (Primeira liga Nós), 34 jogos da equipe do Porto e 34 jogos da equipe do Benfica, e esses jogos pesquisados dessas duas equipes foram analisados a posse de bola delas se tem alguma influência nos resultados dos seus jogos. O Porto fez 34 jogos no campeonato português desses 34, o Porto 29 jogos ele ficou com mais posse de bola do que o adversário na partida, desses 29 jogos foram 21 vitorias, 4 empates, e 4 derrotas, e somente 5 jogos o Porto ficou com menos posse de bola na partida do que o seu adversário e nesses 5 jogos o Porto venceu todos eles. O Benfica fez 34 jogos no campeonato Português desses 34, o Benfica 30 jogos ele ficou com mais posse de bola do que o adversário na partida, desses 30 jogos foram: 21 vitorias, 4 empates, 5 derrotas, e somente 4 jogos o Benfica ficou com menos posse de bola na partida do que o seu adversário e nesses 4 jogos o Benfica venceu 3 jogos e empatou 1 jogo. concluímos que sim ela foi fundamental para as duas equipes durante o campeonato, porque quase sempre as duas equipes conseguiam vencer os seus jogos, e o modelo de jogo das equipes do Porto e do Benfica são parecidos, no momento ofensivo são equipes que ficam com a posse de bola.

Referências

-Acar, M. F.; e colaboradores. Analysis of goals scored in the 2006 World Cup. In: T. Reilly e F. Korkusuz (Ed.). Science and Football VI: The Proceedings of the Sixth World Congress on Science and Football. New York. Routdlege. 2009. p.235-242.

-Azevedo, J. Por Dentro da Tática. Prime Books. Estoril. 2011.

-Carosio, M. La observación de las clases de educación física como instrumento de ayuda profesional. Lecturas Educación Física y Deportes. Revista digital. Núm. 41. 2001.

-Caty, D.; e colaboradores. Le temps, le jeu et les sports collectifs. eJRIEPS. Vol. 17. Núm. 1. p.3-16. 2009.

-Franks, I. M. The effects of experience on the detection and location of performance differences in a gymnastic thecnique. Research Quarterly for Exercise and Sports. Núm. 64. p. 227-231. 1993.

-Garganta, J. Modelação tática do jogo de futebol. Estudo da organização da fase ofensiva em equipas de alto rendimento. Tese de doutoramento, Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física. Porto. Portugal. 1997.

-Hughes, M.; Franks, I. Analysis of passing sequences, shots and goals in soccer. Journal of Sports Sciences. Vol. 23. Núm. 5. p.509-514. 2005.

-Oliveira, G. Conhecimento específico em futebol. Contributos para a definição de uma matriz dinâmica do processo de ensino-aprendizagem/treino do jogo. 2004. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade do Porto. Porto. Portugal.

-Santos, R. M. M.; Andrade, M. O. C.; Costa, I. T. Análise da relação entre a circulação e o tempo de posse de bola da seleção espanhola de futebol na Copa do Mundo Fifa ® 2010 R. Min. Educ. Fís. Vol. 22. Núm. 1. p.34-43. 2014.

Publicado
2022-03-24
Como Citar
Bolsonaro, J. R., & Rabelo, M. N. (2022). A importância da posse de bola no futebol: Uma análise dos times portugueses fc porto e sl benfica. RBFF - Revista Brasileira De Futsal E Futebol, 13(54), 518-523. Recuperado de http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/1162
Seção
Artigos Cientí­ficos - Original