Efeito de uma partida de futebol sobre o estado de humor de jovens atletas

  • Rafael Cunha Laux Universidade do Oeste de Santa Catarina, Santa Catarina, Brasil.
  • Maria Cristina Alves da Silva Universidade do Oeste de Santa Catarina, Santa Catarina, Brasil.
  • Clodoaldo Antônio de Sá Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó), Santa Catarina, Brasil.
Palavras-chave: Estado de Humor, Exercício, Atletas

Resumo

Introdução: Uma partida de futebol envolve inúmeros fatores para levar um time à vitória, entre eles os aspectos psicológicos como o estado de humor. Objetivo: verificar o efeito de uma partida de futebol sobre o estado de humor de jovens atletas. Material e Métodos: foram avaliados 15 atletas de futebol de campo, pertencentes a base da Associação Chapecoense de Futebol, com idade de 11 anos, todos do sexo masculino. Para a avaliação do estado de humor dos atletas no pré e pós jogo, utilizou-se a Escala de Humor de Brunel (BRUMS). Realizou-se análise estatística descritiva e inferencial. Resultados: evidenciou-se uma alteração no estado de humor dos atletas quando comparado o pré com o pós jogo, no qual teve um aumento das variáveis raiva (p=0,002), fadiga (p=0,048) e vigor (p=0,024), já nas demais variáveis, tensão, depressão e raiva não teve alterações. Conclusão: o resultado de empate no jogo aumentou a raiva, a fadiga e o vigor do grupo avaliado.

Biografia do Autor

Rafael Cunha Laux, Universidade do Oeste de Santa Catarina, Santa Catarina, Brasil.

Mestre em Educação Física (UFSM) Santa Maria-RS; Especialista em Personal Training (UNOESC) Chapecó-SC; Coordenador do Laboratório de Fisiologia do Exercício da UNOESC Chapecó.

Clodoaldo Antônio de Sá, Universidade Comunitária da Região de Chapecó (Unochapecó), Santa Catarina, Brasil.

Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde.

Referências

-Andrade, A. Ocorrência e controle subjetivo do “stress†na percepção de bancários ativos e sedentários; a importância do sujeito na relação “atividade física e saúdeâ€. Tese de Doutorado. UFSC. Florianópolis. 2001.

-Andersen, T.; Tenga, A.; Engebretsen, L.; Bahr, R. Video analysis of injuries and incidents in Norwegian professional football. British Journal of Sports Medicine. Vol. 38. Num. 5. 2004. p. 626-631.

-Azevedo, M.A.O.; Gomes Filho, A. Competitividade e inclusão social por meio do esporte. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Vol. 33. Num. 3. 2011. p. 589-603.

-Berté Junior, D. Um estudo sobre o nível de ansiedade estado pré-competitiva em atletas de futsal. TCC. Faculdade de Pato Branco. Paraná. 2004. Disponível em: .

-Brandão, M.R.F. Coleção psicologia do Esporte e do exercício: Teoria e aplicação. São Paulo. Atheneu. 2007.

-Lane, A.M.; Terry, P.C. The nature of mood: development of a conceptual model with a focus on depression. Journal Applied Sport Psychology. Vol. 12. Num. 1. 2000. p. 16-33.

-Passamani, Y.A. Avaliação do Perfil do Estado de Humor de Atletas de Basquete em Cadeira de Rodas. TCC. UFES. 2016.

-Rodrigues e Silva, A. L.; Faganello Gemente, F. R.; Guimaraes, J. D. S.; Maia, M. P.; Teixeira Costa, G. D. C. Physical activity and humor: the case of pick-up football game in the club AABB Goiania. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 10. Num. 36. 2018. 63-68.

-Rohlfs, I.C.P.M.; Rotta, T.M.; Luft, C.B.; Andrade, A.; Krebs, R.J.; Carvalho, T. Escala de Humor de Brunel (BRUMS): Instrumento para detecção precoce de síndrome do excesso de treinamento. Rev. Bras. Med. Esporte. Vol. 14. Num. 3. 2008. p. 176-181.

-Rubio, K.; Junior Rosa, D.; Cillo, E.N.P.; Matarazzo, F.; Franco, G.S.; Marques, J.A.A.; Angelo, L.F.; Martini, L.A.; Markunas, M.; Figueiredo, S.H.; Kuroda, S.J. Psicologia do esporte: interfaces, pesquisa e intervenção. São Paulo. Casa do Psicólogo. 2000.

-Santos, A.W.; Rebello, D.S.; Amorim, D.B. Estados transitórios de humor de atletas de basquete. Conexões: Educação Física, Esporte e Saúde. Vol. 6. 2008. p. 560-571.

-Santos, B. Nove benefícios do futebol para a saúde e os riscos do esporte. 2018. Disponível em: < https://cidadeverde.com/noticias/278315/9-beneficios-do-futebol-para-a-saude-e-os-riscos-do-esporte> Acesso em 10/10/2018.

-Santos, G. Relação dos Estados Transitórios de Humor com a Performance em Competições de Futebol de Campo da Cidade de Pouso Alegre-MG. UNICAMP. Vol. 6. 2008. P. 596-608.

-Silva, F.T. A atividade física habitual e indicadores fisiológicos e psicológicos em praticantes de futebol suíço com idade acima de 50 anos. Dissertação de Mestrado. UEL. Londrina. 2012.

-Spielberger, C.D. Manual for the State-Trait A02nger-expression Inventory. Odessa. Psychological Assessment Resources.1991.

-Tenenbaum, G.; Eklund, R. Handbook of sport psychology. New York. Wiley. 2007.

-Villas Bôas, M.S. Comparação dos indicadores psicofisiológicos do estresse entre atletas de basquete adaptado e de basquete convencional em situação competitiva. Tese de Doutorado. UFPR. Paraná. 2013.

Publicado
2021-05-09
Como Citar
Laux, R. C., Silva, M. C. A. da, & Sá, C. A. de. (2021). Efeito de uma partida de futebol sobre o estado de humor de jovens atletas. RBFF - Revista Brasileira De Futsal E Futebol, 12(51), 641-645. Recuperado de http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/972
Seção
Artigos Cientí­ficos - Original

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##