Futebol, imprensa e o vilão esportivo: um estudo do caso Ronaldo na Copa Libertadores da América

  • Everton de Albuquerque Cavalcanti Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Pantanal-MS, Brasil.
  • André Mendes Capraro Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba-PR, Brasil.
Palavras-chave: Mídia, Atleta, Esporte, Futebol

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar e discutir como a Folha de São Paulo retratou a imagem de Ronaldo em sua participação pelo Corinthians na Copa Libertadores de 2010 e 2011, compreendendo a consolidação do vilão esportivo a partir do fracasso no cumprimento de sua tarefa. Metodologicamente, propomos então, uma pesquisa pautada nos pressupostos da história do tempo presente, considerada uma história inacabada, onde o pesquisador vive o tempo do seu próprio objeto. Selecionamos notícias referentes às edições de 2010 e 2011 da Copa Libertadores, nas quais Ronaldo era o tema central das discussões acerca das expectativas e dos fracassos na competição. O momento indicava o atleta como o protagonista que não conseguiu cumprir o que a mídia, os torcedores e o campo esportivo esperavam.

 

Biografia do Autor

Everton de Albuquerque Cavalcanti, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Pantanal-MS, Brasil.

Doutor em Educação Física pela UFPR. Professor Adjunto do curso de Educação Física da UFMS no campus Pantanal.

André Mendes Capraro, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Curitiba-PR, Brasil.
Doutor em História pela UFPR. Professor Associado do Departamento de Educaçã Física da UFPR.

Referências

-Bastos, M.; Fernandez, M.; Bueno, R. Folha de São Paulo. São Paulo. 6/05/2010. p. D1.

-Borelli, V. O esporte como uma construção específica no campo jornalístico. In: Intercom/2002. XXV Congresso Brasileiro de Ciência da Comunicação. Salvador. p. 1-22. 2002.

-Bourdieu, P. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero. 1983.

-Campbell, J. O herói de mil faces. São Paulo: Editora Pensamento. 1997.

-Cavalcanti, E. A.; Capraro, A. M.; Souza, D. L. “Cai o pano”: uma análise do encerramento da carreira de Ronaldo “fenômeno” a partir de duas mídias digitais esportivas. Movimento. Vol. 17. Núm. 3. p. 175-192. 2011.

-Costa, L. M. A trajetória da queda: as narrativas da derrota e os principais vilões da seleção brasileira em Copas do Mundo. Tese de Doutorado em Letras. Departamento de Letras. UERJ. Rio de Janeiro. 2008.

-Costa, L. M. Futebol folhetinizado. A imprensa esportiva e os recursos narrativos usados na construção da notícia. Logos 33 Comunicação e Esporte. Rio de Janeiro. Vol. 17. Núm. 2. 2010.

-Costa, L. M. Notícias esportivas. Entre o jornalismo e a literatura. Anais do Silel. Uberlândia. Vol. 2. Núm. 2. p. 1-16. 2011.

-Damo, A. S. Dom, amor e dinheiro no futebol espetáculo. Revista Brasileira de Ciências Sociais. Vol. 23. Núm. 66. 2008.

-Damo, A. S. Futebol e estética. São Paulo em Perspectiva. São Paulo. Vol. 15. Núm. 3. p. 82-91. 2001.

-Fernandez, M. Folha de São Paulo. São Paulo. 12/01/2010. p. D2.

-Fernandez, M.; Galdieri, P. Folha de São Paulo. São Paulo. 24/02/2010. p. D1.

-Fernandez, M. Folha de São Paulo. São Paulo. 29/01/2010. p. D3.

-Fernandez, M. Folha de São Paulo. São Paulo. 1/02/2011. p. D4

-Ferreira, M. M.; Amado, J. Uso e abusos da história oral. Rio de Janeiro: Editora da fundação Getúlio Vargas. 1998.

-Folha de São Paulo. No chão. São Paulo. 01/02/2011. p. D1.

-Folha de São Paulo. Fim. São Paulo. 03/02/2011. p. D1.

-Folha de São Paulo. Pacaembu verá time perto do ideal. São Paulo. 31/01/2010. p. D3.

-Folha de São Paulo. Ronaldo tem retorno adiado por precaução. São Paulo. 06/02/2010. p. D2.

-Folha de São Paulo. Ronaldo volta a marcar, e Corinthians vence fora. São Paulo. 18/03/2010. p. D1.

-Folha de São Paulo. Para esquecer. São Paulo. 27/01/2011. p. D1.

-Helal, R. A construção de narrativas de idolatria no futebol brasileiro. Revista Alceu. Vol. 7. Núm. 4. p.19-36. 2003.

-Helal, R.; Soares, A. J. A invenção do país futebol: Mídia, raça e idolatria. Rio de Janeiro: Mauad. 2001.

-Jorge, T. M. A notícia e os valores-notícia: O papel do jornalista e dos filtros ideológicos no dia-a-dia da imprensa. Unirevista. Vol. 1. Núm. 3. 2006.

-Kfouri, J. Folha de São Paulo. São Paulo. 29/04/2010. p. D3

-Leogrande, A. (Org). Ogni maledetta domenica: otto storie di calcio. Minimum fax: Roma. 2010.

-Marques, J. C. O mito construído, destruído e restituído - o caso cíclico de Ronaldo fenômeno. Intercom/2005 - XXVIII Congresso Brasileiro. Rio de Janeiro-RJ. Brasil. 2005.

-Marques, R. F. R.; Gutierrez, G. L. Almeida, M. A. B. O esporte contemporâneo e o modelo de concepção das formas de manifestação do esporte. Conexões. Vol. 6. Núm. 2. 2008.

-Mauad, A. M. Através da imagem: fotografia e história - interfaces. Tempo. Rio de Janeiro. Vol. 1. Núm. 2. p.73-98. 1996.

-Miranda, L. V. T.; Pires, G. L. Reconstruindo a imagem/identidade da seleção brasileira de futebol: a “era pós-Dunga” na mídia. Revista da Alesde. Vol. 2. Núm. 1. p.17-34. 2012.

-Muller, L. O herói: todos nascemos para ser heróis. São Paulo: Cultrix. 1987.

-Orlandi, E. P. Discurso, imaginário social e conhecimento. Em aberto. Vol. 14. Núm. 61. p. 53-59. 1994.

-Proni, M. W. Esporte-espetáculo e futebol-empresa. Tese Doutorado em Educação Física. Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas. Campinas. 1998. 262p.

-Pieper, M. A. O retorno do herói - Ronaldo fenômeno no cerne da constituição mítica e do comportamento midiático. Dissertação de Mestrado em Ciências da Comunicação. Escola de Comunicação e Artes. USP. São Paulo. 2010. 163p.

-Pires, G. L. (Organizador). “Observando” o Pan RIO/2007 na mídia. Florianópolis: Tribo da Ilha. 2009.

-Rangel, S.; Mattos, R. Folha de São Paulo. São Paulo. 28/04/2010. 2010a. p. D1.

-Rangel, S.; Matos, R. Folha de São Paulo. São Paulo. 29/04/2010. 2010b. p. D1.

-Ribeiro, L. C. Brasil: futebol e identidade nacional. Revista Digital. Buenos Aires. Núm. 56. 2003.

-Rúbio, K. A identidade do atleta e sua relação com o mito do herói. III Congreso de La Sociedad Iberoamericana de Psicología del Deporte. Bogotá. p. 63-75, 2010.

-Rúbio, K. O atleta e o mito do herói: O imaginário esportivo contemporâneo. São Paulo: Casa do Psicólogo. 2001.

-Rúbio, K. O trabalho do atleta e a produção do espetáculo esportivo. Revista Eletrônica de Geografia y Ciências Sociales. Barcelona. Vol. 6. Núm. 119. 2002.

-Silva, M. L.; Rúbio, K. Superação no esporte: limites individuais ou sociais? Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. Porto. Vol. 3. Núm. 3. p.69-76. 2003.

-Souza, T. C. C. Discurso e imagem: Perspectivas de análise não verbal. Ciberlegenda. Rio de Janeiro. Vol. 1. Núm. 1. p.1-10. 1998.

Publicado
2020-01-19
Seção
Artigos Científicos - Original