Análise motivacional da prática de futsal em crianças de 3 a 7 anos de idade e das expectativas dos pais

Júlio César Pereira Kozak, Guilherme da Silva Gasparotto

Resumo


A modalidade de futsal é provavelmente a mais procurada em colégios, escolinhas de iniciação esportiva e também no tempo de lazer de boa parte das crianças do país. A família tem influência fundamental na vivência esportiva de seus filhos, porém, expectativas divergentes podem frustrar e atrapalhar o desenvolvimento esportivo e humano da criança. Diante disto, parece relevante que o professor/treinador, conheça as motivações e expectativas tanto daquelas crianças que praticam esportes, como de seus pais. Este estudo se propõe verificar a motivação e interesse dos alunos de iniciação ao futsal de um projeto escolar com crianças e compará-los com a motivação e interesse dos pais, sobre a prática do filho. Participaram do estudo 87 crianças com idades entre 03 e 07 anos de idade e 87 adultos, pais ou mães dessas crianças. Os alunos e pais responderam ao Inventário de Motivação para a Prática Desportiva, adaptado de Gaya e Cardoso (1998). Entre pais e mães, foi possível verificar diferença nas proporções das respostas relacionadas aos itens motivacionais para competência desportiva: “para vencer” (p=0,01), “para ser um atleta” (p=0,03) e “para desenvolver habilidades” (p=0,04). Entre pais/mães e filhos houve diferenças nas respostas de diversos itens motivacionais nos três domínios do inventário: competência desportiva, saúde e amizade/lazer (p<0,05). O estudo demonstrou que mães e pais têm expectativas diferentes quanto à participação do filho no esporte, quanto à competência esportiva e que pais e filhos diferem em diversos aspectos quanto à motivação esportiva da criança.

 

ABSTRACT 

Motivation analysis of indoor soccer practice by 3 to 7 year-old children and of parents’ expectations

Indoor soccer is probably the most requested sport in schools, soccer schools and also as a free-time activity of a great part of children in Brazil. The family have utmost influence in their children’s sports practice; however, divergent expectations may frustrate and hinder a child’s development. Therefore, it seems reasonable that the teacher/ coach understands what motivates both those who practice sports and their parents’ motivations as well, in what relates to children initiating the practice of a given sport.  This study aims to verify the motivation and interests of indoor soccer beginners in a school project with children as well as to compare them with those children’s parents’ motivation and interests about their children’s practice. A total of 87 children aged between 3 and 7 years and 87 parents of these children participated in the study. The participants, children and their parents, answered the Motivation Inventory for the Practice of Sports, adapted from Gaya and Cardoso (1998). Differences in the proportion of answers related to motivational items for sports competence were identified: “to win” (p=0.01), “to be an athlete” (p=0.03), and “to develop skills” (p=0.04). There were differences between the answers of children and their parents in several of the motivation items in the three domains of the inventory: sports competence, health, and friendship/ leisure (p<0.05). The study demonstrated that mothers and fathers differ in their expectations as to their children’s participation in sports in what concerns sports competence, and that parents and children differ in several aspects as to the children’s motivation for sports.

Palavras-chave


Psicologia do esporte; Criança; Exercício; Educação Física

Texto completo:

PDF

Referências


-Antunes, F.R.; Oliveira, L.M. A expectativa dos pais em relação à prática esportiva de seus filhos no futsal do clube esportivo cometa. Salão do Conhecimento, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul-UNIJUÍ. Ijuí. 2015. p. 1-4.

-Brasil. Diagnóstico Nacional do Esporte: DIESPORTE. caderno 1. Ministério do Esporte. 2015. p. 44.

-Fonseca, G.M.M.; Stela, E.S. A influência parental na participação dos filhos no Futsal competitivo. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 8. Num. 28. 2016. p. 3-12. Disponível em:

-Fonseca, G.M.M.; Zechin, M.; Mangini, R.E. O abandono do futsal na iniciação esportiva. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 6. Num. 21. 2014. p.169-176. Disponível em:

-Gaya, A.; Cardoso, M. Os fatores motivacionais para a prática desportiva e suas relações com o sexo, idade e níveis de desempenho desportivo. Revista Perfil. Porto Alegre. Editora da UFRGS. Vol. 2. Num. 2. 1998. p. 40-52.

-Gomes, A.R. Aspectos psicológicos da iniciação e formação esportiva - O papel dos pais. in Cruz, J.F.; Gomes, A.R. Psicologia adaptada ao desporto e a educação física: Teoria, investigação e prática. Braga: Universidade do Minho. APPORT. 1997. p. 291-319.

-Lazzoli, J.K.; Nobrega, A.C.L.; Carvalho, T. e colaboradores. Atividade física na infância e adolescência. Revista Brasileira de Medicina e Esporte. Vol. 4. Num. 4. 1998. p. 107-109.

-Oliveira, V.; Oliveira, P.R.; Paes, R.R. Preparação física no basquetebol: pedagogia e metodologia da iniciação à especialização. Sport Training. 2ª edição. São Paulo. 2012. p. 78.

-Pitanga, F.J.G. Epidemiologia, atividade física e saúde. Revista Brasileira de Ciências e Movimento. São Paulo. Vol.10. Num.3. 2002. p. 49-54.

-Prado, V.M.; Altmann, H.; Ribeiro, A.I.M. Condutas Naturalizadas na Educação Física: Uma Questão de Gênero? Currículo sem Fronteiras. Vol. 16. Num. 1. 2016. p. 59-77.

-Quadros, B.; Stefanello R.; Sawitzki, D.; Luis, R. A prática da cultura esportiva nas aulas de Educação Física. Motrivivência. Florianópolis. Vol. 26. Num. 42. 2014. p. 238-349.

-Reis, C.A.M. Análise dos fatores determinantes para o abandono de adolescentes no futsal. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 6. Num. 19. 2014. p.45-50. Disponível em:

-Santos, A.S.; Vagetti, G.C.; Oliveira, V. Atletismo: Desenvolvimento e aprendizagem esportiva, Coleção Educação Física e Esporte. Curitiba. Appris. 2017. p 212.

-Simões, A.C.; Böhme, M.T.S.; Lucato, S. A participação dos pais na vida esportiva dos filhos. Revista Paulista de Educação Física. São Paulo. Vol. 13. Num. 1. 1999. p. 34-45.

-Souza, C.C.M. Futsal como educação para crianças do gênero masculino de 08 a 10 anos: Um relato de experiência. Universidade Estadual da Paraíba Campus I. Campina Grande. 2016.

-Sousa, E.S.; Altmann, H. Meninos e meninas: expectativas corporais e implicações na educação física escolar. Cad. CEDES. Campinas. Vol. 19. Num. 48. 1999. p. 52-68.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Antonio Coppi Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui