A influência da atividade física e esportes sobre o crescimento e a maturação

Mayla Nayara Gonçalves Ferreira, José Roberto Mateus, Sidenir Mateus, Gustavo De Conti Costa

Resumo


O objetivo do presente trabalho constitui em relacionar a influência da atividade física e esporte sobre o crescimento e a maturação. A atividade física e os esportes mostram-se como fatores que interferem no desenvolvimento ósseo, uma vez que a densidade mineral óssea é alterada por fatores endógenos e exógenos. O GH e o IGF-I exercem efeitos metabólicos em curto e longo prazo que são potencialmente importantes durante a atividade física (lipólise, síntese proteica, adaptações musculoesqueléticas, alterações na força etc). A realização de atividade física é recomendada devido à possibilidade de potencializar o pico de massa óssea. Deste modo, o aumento da massa magra é o fator preditor mais importante para a acumulação de massa mineral óssea durante o crescimento. O potencial genético para o crescimento pode ser totalmente expresso apenas sob condições ambientais favoráveis, sabendo-se que a atividade física moderada tem efeitos benéficos sobre o crescimento. Deste modo esta deve ter o seu volume controlado, uma vez que deve ser levado em consideração informações sobre o tipo de atividade a ser realizada, intervalo etc, pois, caso exista um limiar entre o tempo e tipo de prática com a maturação, este é altamente individual. A prática da atividade física deve ser estimulada, uma vez que observa-se uma relação positiva com o crescimento e densidade óssea. Contudo, mais investigações devem ser realizadas no âmbito de verificar a relação dos diferentes tipos de prática, volume e intensidade de treinamento com a maturação, crescimento e desenvolvimento humano.

 

ABSTRACT

The influence of physical activity and sports about growth and maturation

The aim of this work was related to the influence of physical activity and sport in the growth and maturation. Physical activity and sports are shown as factors that interfere with bone development, since the bone mineral density is altered by endogenous and exogenous factors. The GH and IGF-I exert metabolic effects in the short and long term that are potentially important during physical activity (lipolysis, protein synthesis, musculoskeletal adaptations, changes in strength etc). The practiced of physical activity is recommended because of the possibility of enhancing peak of bone mass. Thus, the increase in lean body mass is the most important predictor for the accumulation of bone mineral mass during growth. The genetic potential for growth can be fully expressed only under favorable environmental conditions; it is known that moderate physical activity has beneficial effects on growth. In this manner, physical activity must have its volume controlled, since it must be taken into account information about the type of activity to be performed, interval etc, because if there is a threshold between time and type of practice with maturation this is highly individual. The physical activity should be encouraged, since there is a positive relationship with growth and bone density. However, new investigations should be carried out to check the relationship between different types of practice, volume and intensity of training with the maturation, growth and human development.


Palavras-chave


Atividade física;Maturação; Crescimento; Esportes

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Antonio Coppi Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui