Panorama do sistema de captação de atletas dos clubes brasileiros de futebol

  • Henrique do Nascimento Borges Escola de Educação Física e Esporte, Universidade de São Paulo, São Paulo-SP, Brasil.
  • Ana Lúcia Padrão dos Santos Escola de Educação Física e Esporte, Universidade de São Paulo, São Paulo-SP, Brasil.
Palavras-chave: Esporte, Identificação de talentos, Peneiras, Escolinha de futebol, Processo seletivo

Resumo

O futebol é o esporte mais praticado por jovens no Brasil, este profissionalizou-se na década de 1930. Com o aumento da demanda por jogadores iniciou-se o processo de captação de atletas, sendo as “peneiras” o principal método utilizado. A identificação de talentos é o processo responsável pela entrada de atletas na categoria de base dos clubes, através da utilização de meios e métodos para selecionar os atletas com maiores potenciais a longo prazo, se bem conduzido, torna-se uma boa fonte de renda dos clubes através da venda de jogadores, que atualmente é a segunda maior fonte de receita entre os clubes brasileiros. Este estudo tem como foco o processo de identificação de talentos de atletas de futebol no Brasil, na categoria masculina e feminina, utilizando a metodologia de análise de conteúdo dedutiva, analisando de maneira qualitativa os websites oficiais dos clubes brasileiros. Os resultados demonstraram que a faixa etária apta a serem selecionados pelos clubes é de 5 à 19 anos para a categoria masculina e 13 à 17 anos para a feminina, o principal método utilizado foram os processos seletivos em ambas as categorias, sendo os treinadores e observadores técnicos os responsáveis pela avaliação, utilizando-se principalmente os critérios técnicos e físicos para a aprovação final. Os resultados sugerem que os processos de identificação de talentos no Brasil são suscetíveis ao desperdício de talentos, através do uso majoritário dos processos seletivos, que são incapazes de fornecerem informações fidedignas sobre o desempenho a longo prazo.

Referências

-Bosscher, V.; Rycke, J. D. Talent development programmes: a retrospective analysis of the age and support services for talented athletes in 15 nations. European Sport Management Quarterly. Vol. 17. Núm. 5. p. 590-609. 2017.

-Blakelock, D. J.; Chen, M. A.; Prescott, T. Psychological distress in elite adolescent soccer players following deselection. Journal of Clinical Sport Psychology. Vol. 10. Núm. 1. p. 59-77. 2016.

-Brasil. Diesporte: Diagnóstico nacional do Esporte, caderno 1. Brasília. Ministério do Esporte. 2015.

-Brasil. Diesporte: Diagnóstico nacional do Esporte, caderno 2. Brasília. Ministério do Esporte. 2016.

-Brasil. Diesporte: Diagnóstico Nacional do Esporte. Brasília. Ministério do Esporte. 2015.

-Brasil. Lei n° 12.395, de março de 2011. Altera as Leis nº s 9.615, de 24 de março de 1998, que institui normas gerais sobre desporto, e 10.891, de 9 de julho de 2004, que institui a Bolsa-Atleta; cria os Programas Atleta Pódio e Cidade Esportiva; revoga a Lei nº 6.354, de 2 de setembro de 1976. e dá outras providências. In: VADE mecum. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2011/Lei/L12395.htm#art1. Acesso em: 24/09/2020.

-Breitbach, S.; Tug, S.; Simon, P. Conventional and genetic talent identification in sports: will recent developments trace talent?. Sports medicine. Vol. 44. Núm. 11. p.1489-1503. 2014.

-Bryman, A. Social research methods. Oxford university press. 2016.

-CBF. Confederação Brasileira de Futebol Assessoria. Webinar sobre Categorias de Base bate recorde de audiência e conta com mais de 20 mil inscritos. CBF.com.br, 23 jul. 2020. Disponível em: https://www-cbf-com-br.cdn.ampproject.org/c/s/www.cbf.com.br/amp/a-cbf/informes/cbf-social/webinar-sobre-categorias-de-base-bate-recorde-de-audiencia-e-conta-com. Acesso em: 24/07/2020.

-CBF. Confederação Brasileira de Futebol. Resolução da presidência RDP n° 01/2012. [Certificado de clube formador (CCF)]. Confederação Brasileira de Futebol (CBF). [Rio de Janeiro]: Confederação Brasileira de Futebol (CBF), 2012. Disponível em: https://conteudo.cbf.com.br/cdn/201907/20190703151246_739.pdf. Acesso em: 24/07/2020.

-Drisko, J. W.; Maschi, T. Content analysis. Pocket Guides to Social Work R. 2016.

-Elo, S.; e colaboradores. Qualitative content analysis: A focus on trustworthiness. SAGE open. Vol. 4. Núm. 1. 2014.

-Ericsson, K. A. Development of elite performance and deliberate practice: An update from the perspective of the expert performance approach. Expert performance in sports: Advances in research on sport expertise. p. 49-84. 2003.

-Erlingsson, C.; Brysiewicz, P. A hands-on guide to doing content analysis. African Journal of Emergency Medicine. Vol. 7. Núm. 3. p. 93-99. 2017.

-FIFA. Brasil conquista o Mundial Sub-17 pela quarta vez. Fifa.com. 2019. Disponível em: https://pt.fifa.com/u17worldcup/news/brasil-conquista-o-mundial-sub-17-pela-quarta-vez. Acesso em: 26/08/2020.

-FIFA. Marta: A great responsibility comes with winning this award. Fifa.com. 2018. Disponível em: https://www.fifa.com/the-best-fifa-football-awards/news/marta-a-great-responsibility-comes-with-winning-this-award. Acesso em: 26/08/2020.

-Guimarães, M. B.; Oliveira, A. M.; Paoli, P. B. A prospecção do talento no futebol brasileiro: diagnóstico estrutural e financeiro do processo de captação de atletas. Editora Appris. 2020.

-Hill, B.; Sotiriadou, P. Coach decision-making and the relative age effect on talent selection in football. European Sport Management Quarterly. Vol. 16. Núm. 3. p. 292-315. 2016.

-ITAÚ BBA. Análise econômico-financeira dos clubes de futebol brasileiros - 2018. [Dados Financeiros de 2017]. Itaú BBA. [São Paulo]: Itaú BBA, 2018. Disponível em: https://www.itau.com.br/_arquivosestaticos/itauBBA/Analise_Clubes_Brasileiros_Futebol_Itau_BBA.pdf. Acesso em: 26/07/2020.

-Johnston, K.; e colaboradores. Talent identification in sport: a systematic review. Sports Medicine. Vol. 48. Núm. 1. p. 97-109. 2018.

-Johnston, K.; Baker, J. Waste Reduction Strategies: Factors Affecting Talent Wastage and the Efficacy of Talent Selection in Sport. Frontiers in Psychology. Vol. 10. 2020.

-Jokuschies, N.; Gut, V.; Conzelmann, A. Systematizing coaches’‘eye for talent': Player assessments based on expert coaches’ subjective talent criteria in top-level youth soccer. International Journal of Sports Science & Coaching. Vol. 12. Núm. 5. p.565-576. 2017.

-Larkin, P.; Reeves, M. J. Junior-elite football: time to re-position talent identification?. Soccer & Society. Vol. 19. Núm. 8. p.1183-1192. 2018.

-Mcgowan, J.; Whatman, C.; Walters, S. The associations of early specialisation and sport volume with musculoskeletal injury in New Zealand children. Journal of Science and Medicine in Sport. Vol. 23. Núm. 2. p. 139-144. 2019.

-Moraes, I. F.; Bastos, F. D. C.; Carvalho, Maria José. Formação de jogadores de futebol: processo histórico e bases para a evolução no Brasil. Podium Sport, Leisure and Tourism Review. Vol. 5. Núm. 2. p. 148-163. 2016.

-Neely, K. C.; e colaboradores. The deselection process in competitive female youth sport. The Sport Psychologist. Vol. 30. Núm. 2. p.141-153. 2016.

-Patel, R.; E colaboradores. Relative age, maturation, anthropometry and physical performance characteristics of players within an Elite Youth Football Academy. International Journal of Sports Science & Coaching. Vol. 14. Núm. 6. p. 714-725. 2019.

-Post, E. G.; e colaboradores. The association of sport specialization and training volume with injury history in youth athletes. The American journal of sports medicine. Vol. 45. Núm. 6. p. 1405-1412. 2017.

-Premier League. Elite player performance. Londres, [2012?]. Disponível em https://www.premierleague.com/youth/EPPP. Acesso em: 09/05/2020.

-Santos, A. L. P. D.; Alexandrino, R. R. Desenvolvimento da carreira do atleta: análise das fases e transições. Conexões: Educação Física, Esporte e Saúde. Vol. 13. Núm. 2. p. 185-205. 2015.

-Sarmento, H.; e colaboradores. Match analysis in football: a systematic review. Journal of sports sciences. Vol. 32. Núm. 20. p.1831-1843. 2014.

-Sarmento, H.; e colaboradores. Talent identification and development in male football: a systematic review. Sports Medicine. Vol. 48. Núm. 4. p. 907-931. 2018.

-Towlson, C.; e colaboradores. Practitioners’ multi-disciplinary perspectives of soccer talent according to phase of development and playing position. International Journal of Sports Science & Coaching. Vol. 14. Núm. 4. p. 528-540. 2019.

-Zarko, R. Sete anos depois, família de garoto que morreu em teste no Vasco ainda busca indenização. Globoesporte.com, 20/02/2019. Disponível em: https://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/noticia/sete-anos-depois-familia-de-garoto-que-morreu-em-teste-no-vasco-ainda-busca-indenizacao.ghtml. Acesso em: 16/06/2020.

Publicado
2021-11-07
Como Citar
Borges, H. do N., & Santos, A. L. P. dos. (2021). Panorama do sistema de captação de atletas dos clubes brasileiros de futebol. RBFF - Revista Brasileira De Futsal E Futebol, 13(53), 355-366. Recuperado de http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/1132
Seção
Artigos Cientí­ficos - Original