Relação entre dopagem no futebol e indicadores socioeconómicos globais

  • Rui Camarada Universidade de Évora, Portugal.
Palavras-chave: Gestão do Desporto, Ética, Dopagem, Futebol, Indicadores Socioeconómicos

Resumo

O objetivo deste estudo é compreender a relação entre os diversos indicadores socioeconómicos globais e os casos positivos de doping no futebol em todos os países do mundo. Metodologicamente, recorremos a métodos quantitativos. Através de fontes oficiais, recolhemos os dados de todos os indicadores socioeconómico previamente definidos e dos casos positivos de doping. Realizámos vários procedimentos estatísticos, designadamente estatística descritiva, testes de hipóteses, correlações e análise de Variância. Através dos procedimentos estatísticos, aferimos que os indicadores com maiores médias são o índice capital humano (65,05) e o índice de corrupção (41,93), significando que estes indicadores são os mais importantes para os países. Verificamos, que existem mais países sem casos positivos (n=126) do que países com casos positivos de doping (n=58). O Sig (2 extremidades) apresenta um p<0.05, logo, o teste de t de Student mostra diferenças estatisticamente significativas entre todas as variáveis analisadas e o número de casos de doping,à exceção da taxa de desemprego e do coeficiente de Gini para um intervalo de confiança de 95%. Concluímos que quanto maior o capital o humano e a perceção da corrupção menor o consumo de doping. Aferimos também que quanto maior o IDH e o índice de felicidade, maior o consumo de doping. A taxa de desemprego e o coeficiente de Gini não mostraram qualquer diferença estatística.

Referências

-Abarello, L.; Digneffe, F.; Hiernaux, J.; Maroy, C.; Saint-Georges, P.; Baptista, L. Práticas e métodos de investigação em Ciência Sociais. Lisboa. Portugal. Gradiva. 1997.

-Aquino Neto, F.R. O papel do atleta na sociedade e o controle de dopagem no esporte. Revista Brasileira de Medicina no Esporte. Vol. 7. Núm. 4. 138-148. 2001.

-Carravetta. É. Futebol: a formação de times competitivos. Porto Alegre. Brasil. Sulina. 2012.

-Carravetta. É. O enigma da preparação física no futebol. Porto Alegre. Brasil. AGE. 2009.

-De Rose, E.; Nóbrega, A. Drogas Lícitas e Ilícitas. In N. Ghorayeb; T.; Barros, O Exercício: Preparação Fisiológica, Avaliação Médica, Aspetos Especiais e Preventivos. p.395-405. São Paulo. Brasil. Atheneu. 2004.

-Fonseca, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza. Brasil. UEC. 2002.

-Karlmeyer, R.; Fumanga, M.; Toffano, C.; Siqueira, F. Como elaborar um projeto de pesquisa: linguagem e método. Rio de Janeiro. Brasil. FGV. 2007.

-Kinahan, A.; Budgett, R.; Mazzoni, I. Structure and Development of the List of Prohibited Substances and Methods. Medicine and Sport Science. Vol. 62. p.39-54. 2017. Doi:10.1159/000460699.

-Kraay, A. Metodologia para um Ãndice de Capital Humano do Banco Mundial. 2018. [pdf]. doi: 10.1596 / 1813-9450-8593.

-Lakatos, E. M.; Marconi, M. A. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo. Brasil. Atlas. 1991.

-Rodriguez, C. La história del dopaje. História del dopaje, sustancias y procedimientos de control. Vol. 1. CSD. 2008. Retrieved from www.csd.gob.es/csd/estaticos/documentos/52_150.pdf.

-Sakiko, F. The Human Development Paradigm: operationalizing Sen’s ideas on capabilities Feminist Economics. Vol. 9. Núm. 3. 301-317. 2003.

-Serpa, S.A Formação Ética dos Jovens Desportistas - Uma Abordagem Psicológica. In AAVV Ética e Fair Play-novas Perspetivas, novas Exigências,113-137. Lisboa: Confederação do Desporto de Portugal. 2006.

-Thomas, V.; Wang, Y.; Xibo, F. Measuring education inequality - Gini coefficients of education. World Bank Policy, Research working papper. Núm. 2525. 2001.

-Vloet, L. Fair play: menos palavras e mais ação. In Ética e fair play, novas perspetivas, novas exigências, Oeiras, Portugal. Confederação do Desporto de Portugal. 2006.

-WADA. Prohibited list. 2018. Retrieved from: https://www.wadaama.org/sites/default/files/prohibited_list_2018_en.pdf.

-WADA. Código Mundial Antidopagem. 2015. Retrieved from: https://www.wada-ama.org/sites/default/files/resources/files/codigo_mundial_antidopagem_2015.pdf.

Publicado
2021-07-17
Como Citar
Camarada, R. (2021). Relação entre dopagem no futebol e indicadores socioeconómicos globais. RBFF - Revista Brasileira De Futsal E Futebol, 13(52), 60-73. Recuperado de http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/1060
Seção
Artigos Científicos - Original