Análise da origem dos gols de uma equipe de futsal marcados em jogos como visitante e mandante

  • Rodrigo Rother Universidade do Vale do Taquari (UNIVATES), Brasil.
  • Anderson Scalco Universidade do Vale do Taquari (UNIVATES), Brasil.
Palavras-chave: Futsal, Táticas ofensivas, Gols

Resumo

Introdução: O futsal está em constante evolução, sendo a análise de desempenho fundamental neste processo. Objetivo: Comparar a origem de gols marcados como mandante e visitante de uma equipe de futsal. Materiais e métodos: Foram observadas dezoito partidas de uma equipe da Liga Gaúcha 2, edição 2019, sendo nove jogos como mandante e nove como visitante, da primeira fase da competição. Foram registrados os gols e classificados quanto a sua origem: ataque posicional, contra-ataque, bola parada, linha goleiro, defesa linha e vantagem numérica. A coleta foi através de ví­deos dos jogos, disponí­veis gratuitamente e com livre acesso público nos canais Youtube e Facebook do clube analisado. Os dados foram registrados em planilhas Excel e calculados somatórios, percentuais, médias e desvio padrão. Para comparação, foi utilizado Teste T de Student para amostras pareadas, adotando um grau de significância de p<0,05. Resultados: Nos dezoito jogos analisados ocorreram 83 gols, com média de 5,33 por partida. Verificou-se que o ataque posicional (39,76%), contra-ataque (37,35%) e a bola parada (14,46%) são responsáveis pela maior parte dos gols. Nas partidas como mandante foi o ataque posicional com (37,05%), contra-ataque (37,05%) e a bola parada (16,67%). Já nas partidas como visitantes ataque posicional (42,86%), contra-ataque (37,14%) e a bola parada (11,43%). Comparados os dados como mandante e visitante não apresentaram diferenças significativas entre os valores da origem, somente no total de gols. Conclusão: Há um equilí­brio entre a forma de realização dos gols, embora ocorram mais quando a equipe é mandante sobre quando é visitante.

Referências

-Alves, I.P.; Bueno, L. Análise dos gols na primeira fase da liga futsal 2012. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 4. Núm. 12. p. 118-123. 2012.

-Anderson, C.; Sally, D. Os números do jogo, por que tudo o que você sabe sobre futebol está errado? Tradução: André Fontenelle. São Paulo. Paralela. 2013.

-Andrade, D. X. M. Futsal da formação do alto rendimento, métodos e processos de treinamento. Carlos Barbosa. Ed. do autor. 2017.

-Bezerra, R. B.; Navarro, A. C. Análise dos gols da VI taça Brasil de clubes de 2010 na categoria sub-20 feminino. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 4. Núm. 11. p. 47-54. 2012.

-Dictionary. Dictionary in English. 2016. Disponível em: . Acesso em: 15/10/2019.

-Drubscky, R. Universo tático do futebol. Belo Horizonte. Ed. Health. 2003.

-Fukuda, J. P. S.; Santana, W. C. Análise dos gols em jogos da liga futsal 2011. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 4. Núm. 11. p. 62-66. 2012.

-Laudari, B. A. Caracterização dos gols em equipes de futsal feminino de alto rendimento. Londrina. Universidade Estadual de Londrina. 2009.

-Leite, W. S. S. The effect of home advantage in professional futsal. Trends in Sport Sciences. Vol. 2. Núm. 24. p. 81-85. 2017.

-Marchi, R. V.; e colaboradores. Incidência de gols resultantes contra-ataques de equipes de futsal. Revista Conexões. Vol. 8. Núm. 3. p. 16-22. 2010.

-Mendonça, L. Futsal o que treinar? A procura da natureza do jogo e do jogar futsal. Maio 2014.

-Pollard, R. Worldwide regional variations in home advantage in association football. J Sports Sci. Núm. 3. p. 231-240. 2006.

-Santos, F. F. O índice de aproveitamento dos contra-ataques é superior aos das jogadas ofensivas de posse de bola. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 3. Núm. 7. p. 37-44. 2011.

-Santos, M. A. B.; Navarro, A. C. Análise dos gols da copa do mundo de futsal da Fifa 2008. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 2. Núm. 4. p. 33-37. 2010.

-Silva, M.; e colaboradores. Ações ofensivas no futsal: uma comparação entre as situações de jogo organizado, de contra-ataque e de bola parada. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. Ano 4. Núm. 2. p. 199. 2004.

-Staud, A. R.; Voser, R. C. Incidência de gols ocorridos em campeonato estudantil de futsal masculino. Lecturas, Educación Física y Deporte. Revista Digital. Buenos Aires. Ano 16. Núm. 160. 2011.

Publicado
2021-05-09
Como Citar
Rother, R., & Scalco, A. (2021). Análise da origem dos gols de uma equipe de futsal marcados em jogos como visitante e mandante. RBFF - Revista Brasileira De Futsal E Futebol, 12(51), 720-725. Recuperado de http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/1034
Seção
Artigos Cientí­ficos - Original