Níveis de força explosiva e potência aeróbia de atletas de Futebol

Brenno Basso, Joni Márcio de Farias

Resumo


No processo de formação de atletas se faz necessário compreender a relação entre as capacidades físicas, de acordo com a posição ocupada em campo e maturidade em atletas de futebol para melhor aproveitamento nos treinamentos e jogos. O objetivo do presente estudo foi comparar os níveis de força e potência aeróbia por posição e idade, e correlacionar as duas capacidades. A amostra foi composta por atletas da categoria Sub-20 e Profissional de um clube pertencente à série B do campeonato Brasileiro. Os dados utilizados foram fornecidos pelos profissionais do setor de Fisiologia do clube, que avaliou as capacidades físicas utilizando para o teste impulsão vertical (System Jump Test), capacidade de força explosiva (protocolos CMJ e SJ) e a potência aeróbia o teste YoYo IR2. Resultados: quando comparados os níveis de força e potência por categoria não há diferença significativa (p>0,05), entre os grupos e estratificados por posição também (p>0,05), comparando aos valores de referência os níveis de força dos atletas, em ambas as categorias é inferior ao recomendável (p<0,05) e VO2 encontra-se adequado, não foram encontradas correlações positivas entre as capacidades avaliadas. Conclusão: idade e posição em campo não apresentam relação com melhor desempenho físico neste grupo de atletas, no entanto o grupo avaliado demonstra fragilidade na condição física comparado a padrões adequados para a modalidade.

 

ABSTRACT 

Explosive strength levels and aerobic power of football athletes

In the training process of athletes it is necessary to understand the relationship between physical abilities, according to the position occupied in the field and maturity in football athletes for better use in training and games. The objective of the present study was to compare the levels of strength and aerobic power by position and age, and to correlate the two capacities. The sample was composed by athletes of the category Sub-20 and Professional of a club belonging to the series B of the Brazilian championship. The data used were provided by professionals in the Physiology sector of the club, who evaluated the physical capacities using the System Jump Test, explosive force capacity (CMJ and SJ protocols) and the aerobic power test YoYo IR2. Results: when comparing strength and power levels by category, there was no significant difference (p> 0.05) between the groups and stratified by position as well (p> 0.05), comparing the strength levels of the (P <0.05) and VO2 is adequate, no positive correlations were found between the evaluated capacities. Conclusion: age and position in the field do not present a relation with better physical performance in this group of athletes, however the evaluated group shows weakness in the physical condition compared to appropriate standards for the modality.


Palavras-chave


Futebol; Força explosiva; Potência aeróbia; Categorias; Posições em campo

Texto completo:

PDF

Referências


-Arruda, M.D.; Maria, T.S.; Cossio-Bolaños, M.A. Futebol: ciências aplicadas ao jogo e ao treinamento. São Paulo. Phorte. 2013. p. 560.

-Badillo, J.J.G.; Ayestarán, E.G. Fundamentos do treinamento de força: aplicação ao alto rendimento desportivo. Porto Alegre. Artmed. 2001. p. 284.

-Bangsbo, J. Yo-yo test. Copenhagen: Ho Storm. 1996.

-Barbanti, V.J. Manifestação da força motora no esporte de rendimento. In Barbanti, V.J.; Amadio, A.C.; Bento, J.O.; Marques, A.T. Esporte e atividade física: interação entre rendimento e saúde. Manole. 2002. p. 13-26.

-Barbanti, V.J. Treinamento físico: bases científicas. São Paulo. CLR Baliero. 1996. p. 116.

-Barbulio, T.P. Aplicação do Yo-Yo Endurance Test em jovens futebolistas. Trabalho de Conclusão de Curso. UNICAMP. Campinas. 2002.

-Campeiz, J.M.; Oliveira, P.R.; Maia, G.B.M. Análise de variáveis aeróbias e antropométricas de futebolistas profissionais, juniores e juvenis. Conexões. Campinas. Vol. 2. Num. 1. 2004. p. 1-19.

-Cruz, E.M. Estudo do salto vertical: Uma análise da relação de forças aplicadas. Dissertação de Mestrado. UNICAMP. Campinas. 2003.

-Cunha, F.A. Evolução da preparação física para o futebol no Brasil. Cooperativa do fitness. Belo horizonte. 2009. Disponível em: . Acessado em: 14/09/2018.

-Garganta, J. Competências no ensino e treino de jovens futebolistas. Lecturas Educación Física y Deportes. Buenos Aires. Ano 8. Num. 45. 2002.

-Hespanhol, J.E.; e colaboradores. Mudanças no desempenho da força explosiva após oito semanas de preparação com futebolistas da categoria sub-20. Movimento e Percepção. Vol. 6. Num. 9. 2006.

-Mattos, D.M.; Jabur, M.N. Capacidade aeróbia e composição corporal nas diferentes posições do futebol. Lecturas: Educación Física y Deportes. Buenos Aires. Vol. 13. Num. 123. 2008.

-Mortatti, A.L.; Arruda, M. Análise do efeito do treinamento e da maturação sexual sobre o somatotipo de jovens futebolistas. Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho. Vol. 9. Num. 1. 2007. p. 84-91.

-Nunes, C.G. Associação entre a força explosiva e a velocidade de deslocamento em futebolistas profissionais. Dissertação de Mestrado. UNICAMP. Campinas. 2004.

-Rebelo, A.N.; Oliveira, J. Relação entre a velocidade, a agilidade e a potência muscular de futebolistas profissionais. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. Porto. Vol. 6. Num. 3. 2006. p. 342-348.

-Reilly, T.A motion analysis of work-rate in different positional roles in professional football match-play. Journal of Human Movement Studies, Vol. 2. 1976. p. 87-97.

-Santos, J.A.R. Estudo comparativo, fisiológico, antropométrico, e motor entre futebolistas de diferente nível competitivo. Revista Paulista de Educação Física. Vol. 13. Num. 2. 1999. p. 146-59.

-Santos, P.J.; Soares, J.M. Capacidade aeróbia em futebolistas de elite em função da posição específica no jogo. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. Porto. Vol. 1. Num. 2. 2001. p. 7-12.

-Santi Maria, T.; Arruda, M.; Hespanhol, J.E. Alterações da força explosiva após o período competitivo em futebolistas juniores. Movimento e Percepção. Vol. 9. Num. 12. 2008. p. 52-61.

-Silva, J.F.; Detanico, D.; Floriano, L.T.; Dittrich, N.; Nascimento, P.C.; Santos, S.G.; Guglielmo, L.G. A. Níveis de potência muscular em atletas de futebol e futsal em diferentes categorias e posições. Motricidade. Vol. 8. Num. 1. 2012. p. 14-22

-Silva, P.R.S. Efeito do treinamento muscular realizado com pesos, variando a carga contínua e intermitente em jogadores de futebol. Acta fisiátrica. Vol. 8. Num. 1. 2001. p. 18-23.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Antonio Coppi Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui