Nível de aptidão aeróbia e anaeróbia de atletas profissionais da segunda divisão do Campeonato Paraibano de Futebol

Marcílio Emmanuel Felix-Ferreira, Leandro Sávio Oliota-Ribeiro, Marcos Antônio do Nascimento, José Onaldo Ribeiro de Macêdo

Resumo


No futebol é de grande importância obter indicadores que apontem para as necessidades e limitações dos atletas durante um processo de treinamento, pois estão diretamente ligados ao desempenho final em uma mesma partida. Assim o objetivo do presente estudo é analisar a capacidade aeróbia e anaeróbia de atletas profissionais de futebol de campo. Trata-se de uma pesquisa descritiva transversal de abordagem quantitativa, a amostra foi composta por 22 atletas profissionais de futebol de campo, valores médios de idade de 21,6 ± 3,7 anos, massa corporal de 73,3 ± 10,3 kg, estatura de 1,73 ± 0,07 cm. Foram aferidas massa corpórea, estatura e dobras cutâneas, com o protocolo de sete dobras de Jackson, Pollock e Ward. O teste da potência aeróbia máxima foi utilizado o protocolo Yo-Yo Intermittent Recovery Test Level 1 (YYIR1), para identificação da potência anaeróbia máxima foi utilizado o teste de 60 segundos de saltos contínuos de Bosco, com auxílio da plataforma de saltos verticais. Os resultados apontam que os saltos verticais sem contra movimento (38,6 ± 3,9 cm) e os salto vertical com contra movimento (45,2 ± 6,4 cm), no qual o salto com contra movimento apresentou uma maior altura alcançada significativamente (p=0,000). Com relação ao Volume Máximo de Oxigênio (VO2Máx) os valores médios foram de 52,8 ± 4,4 ml.kg.min-1. Conclui-se que os atletas profissionais da segunda divisão do campeonato paraibano de futebol apresentam um bom desempenho aeróbico e um desempenho anaeróbico, potência, superior a outros atletas profissionais de futebol encontrados na literatura.

 

ABSTRACT 

Level of aerobic and anaerobia fitness for professional athletes of the second division of the paraiban football championship

In football it is very important to obtain indicators that point to the needs and limitations of athletes during a training process, since they are directly related to the final performance in the same game. Thus, the objective of the present study is to analyze the aerobic and anaerobic capacity of professional football field athletes. This was a cross-sectional descriptive research with a quantitative approach. The sample consisted of 22 professional football field players, mean age values of 21.6 ± 3.7 years, body mass of 73.3 ± 10.3 kg, height of 1.73 ± 0.07 cm. Body mass, stature and skinfolds were measured using the seven-fold protocol of Jackson, Pollock, and Ward. The maximal aerobic power test was performed using the Yo-Yo Intermittent Recovery Test Level 1 (YYIR1) protocol. The maximum anaerobic power was determined using the Bosco continuous 60-second test using the vertical jumping platform. The results show that the non-countermovement vertical jumps (38.6 ± 3.9 cm) and the vertical jumps with countermovement (45.2 ± 6.4 cm), in which the countermovement jump had a higher height reached significantly (p=0.000). Regarding the Maximum Oxygen Volume (VO2máx) the mean values were 52.8 ± 4.4 ml.kg.min-1. It is concluded that the professional athletes of the second division of the Paraguayan football championship present a good aerobic performance and an anaerobic performance, superior to other professional football athletes found in the literature.


Palavras-chave


Futebol; Exercício; Limiar anaeróbio; Consumo de Oxigênio

Texto completo:

PDF

Referências


-Araujo, A.C.D.; Silva, R.J.D.S.; Santos, J.L.; Marçal, A.C.; Araujo, S.S.D. Teste de mognoni para determinação da velocidade de corrida no limiar anaeróbio no futebol: uma revisão crítica. Revista Gestão Inovação e tecnologia. Vol. 5. Num. 2. 2015. p.1939-1947. Disponível em:

-Badillo, J.J.G.; Ayestarán, E.G. Fundamentos do treinamento de força. Aplicação ao alto rendimento. Porto Alegre. Artmed. 2001.

-Bosco, C.; Luhtanen, P.; Komi, P.V. A simple method for measurement of mechanical power in jumping. European Journal of Applied Physiology and Occupational Physiology. Vol. 50. Num. 2. 1983. p. 273-282. Disponível em:

-Cecil, F.; Lima, T.; Mineiro, A.; Guedes Jr, D.P.; Scorcine, C.; Madureira, F.; Pereira, R. Características fisiológicas e antropométricas de atletas profissionais de Futebol e Futsal. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 9. Num. 32. 2017. p. 21-26. Disponível em:

-Coelho, D.B.; Morandi, R.F.; Paixão, R.C.; Mendes, T.T.; Borba, D.A.; De-Barros, C.L.M.; Pereira, E.R.; Cabido, C.E.T.; Garcia, E.S. Limiar anaeróbico de 4,0mM é capaz de estimar a máxima fase estável de lactato de jogadores de futebol em testes de campo. Revista Brasileira de Ciência e Movimento. Vol. 23. Num. 2. 2015. p. 32-39. Disponível em:

-Da Silva, J.F.; Detanico, D.; Floriano, L.T.; Dittrich, N.; Nascimento, P.C.; Dos Santos, S.G.; Guglielmo, L.G.A. Níveis de potência muscular em atletas de futebol e futsal em diferentes categorias e posições. Motricidade. Vol. 8. Num. 1. 2012. p. 14-22. Disponível em:

-Jackson, A.S.; Pollock, M.L. Generalized equations for predicting body density of men. British Journal of Nutrition. Vol. 40. Num. 3. 1978. p. 497-504.

-Kravchychyn, A.C.P.; Alves, J.C.C.; Kravchychyn, T.P.; Nogueira G.Â.G.; Machado, F.A. Comparação entre os métodos direto e indireto de determinação do vo2máx de praticantes de corrida. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 21. Num. 1. 2015. p. 17-21. Disponível em:

-Leal Junior, E.C.P.; Souza, F.B.; Magini, M.; Martins, R.A.B.L. Estudo comparativo do consumo de oxigênio e limiar anaeróbio em um teste de esforço progressivo entre atletas profissionais de futebol e futsal. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 12. Num. 6. 2006. p. 323-326. Disponível em:

-Lizana, C.J.R.; Belozo, F.; Lourenço, T.; Brenzikofer, R.; Macedo, D.V.; Shoitimisuta, M.; Scaglia, A.J. Análise da potência aeróbia de futebolistas por meio de teste de campo e teste laboratorial. Revista Brasileira de Medicina Esporte. Vol. 20. Num. 6. 2014. p. 447-450.

-Oliveira, S.F.M.; Oliveira, L.M.F.T.; Brito-Gomes, J.L.; Melo, R.J.P.; Costa, M.C.; Guimarães, F.J.S.P. Comparação de dois testes indiretos anaeróbicos em futebolistas profissionais e suas correlações com o desempenho aeróbico. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Vol. 39. Num. 3. 2017. p. 307-313. Disponível em:

-Russel, M; Kingsley, M.I.C. Changes in Acid-Base Balance During Simulated Soccer Match Play. Journal of Strength & Conditioning Research. Vol. 26. Num. 9. 2012. p. 2593-2599.

-Silva, P.R.S.; Romano, A.; Teixeira, A.A.A.; Visconti, A.M.; Roxo, C.D.M.N.; Machado, G.S.; Vidal, J.R.R.; Inarra, L.A.A. Importância do limiar anaeróbio e do consumo máximo de oxigênio (VO2 máx.) em jogadores de futebol. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Vol. 5. Num. 6. 1999. p. 225-232.

-Sousa, S.; Rodrigues, W.R.H.; Rodrigues, E.Q. Diferenças De Desempenho Entre Potência Anaeróbia E Salto Vertical No Futebol. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 7. Num. 26. 2015. p. 441-446. Disponível em:

-Teixeira, A.A.A.; Silva, P.R.S.; Inarra, L.A.; Vidal, J.R.R.; Lépera, C.; Machado, G.S.; Rebello, L.C.W.; Prima, L.C.; Zagallo, M.J.L.; De Sousa, J.M. Estudo descritivo sobre a importância da avaliação funcional como procedimento prévio no controle fisiológico do treinamento físico de futebolistas realizado em pré-temporada. Acta fisiátrica. Vol. 6. Num. 2. 1999. p. 70-77. Disponível em:


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Antonio Coppi Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui