Perfil dos treinadores e comissão técnica da 2ª divisão do futebol do Rio Grande do Sul

Fábio Bitencourt Leivas, Marcelo Cozzensa Silva

Resumo


Introdução e objetivos: O futebol de campo está organizado em sua estrutura, a nível nacional e regional, por divisões. O estudo objetivou descrever o perfil dos treinadores e a composição da comissão técnica dos clubes da 2ª Divisão do Futebol do Rio Grande do Sul. Materiais e métodos: A avaliação do perfil do treinador e composição da comissão técnica foi realizada por meio de um questionário estruturado, pré-testado, com questões fechadas e abertas, sobre dados demográficos, de trabalho, de formação acadêmica e esportiva e resultados expressivos conquistados, além de informações sobre a composição da comissão técnica. Resultados: os treinadores apresentaram média de idade de 46,7 anos, com experiência profissional de 10,4 anos e média de atuação no clube atual de 6,4 meses. Menos de 1/3 dos treinadores eram graduados em educação Física e 69,2% realizaram algum curso de formação em futebol de campo. Mais de 80% já havia atuado como jogador profissional e 61,5% relataram que tal experiência foi importante para a atuação no cargo que exercem. Em relação à comissão técnica, os cargos de treinador, treinador de goleiro, médico e roupeiro estiveram presentes em todos os clubes (100%), sendo que apenas uma equipe não contou com preparador físico. Os clubes também apresentaram considerável frequência de auxiliares técnicos e fisioterapeutas. Conclusão: O futebol de campo, mesmo com toda sua grandiosidade, ainda carece de estudos que identifiquem sua realidade, em especial a das divisões de acesso e das equipes amadoras.

 

Palavras chave: Esportes. Recursos humanos. Capacitação. Organização e administração.

 

ABSTRACT

Profile of coaches and technical committee of the 2nd division of Rio Grande do Sul soccer

Introduction and aims: Soccer is organized in its structure, at national and regional level, by divisions. The study aimed to describe the profile of the coaches and the composition of the technical committee of the clubs of the 2nd Soccer Division of Rio Grande do Sul / Brazil. Materials and methods: The evaluation of coach profile and composition of the technical committee was carried out by a structured questionnaire, pre-tested with closed and open questions about demographic, work, academic and sports training, and significant results achieved, as well as information about the composition of the technical committee. Results: the coaches had a mean age of 46.7 years, with professional experience of 10.4 years and average performance in the current club of 6.4 months. Less than 1/3 of the trainers were graduates in Physical Education and 69.2% undertook some training course in soccer. More than 80% had already acted as a professional player and 61.5% reported that such experience was important for the coach position. Regarding the coaching staff, the positions of coach, goalkeeper coach, doctor and wardrobe were present in all clubs (100%), and only one team did not have a physical trainer. The clubs also had considerable attendance of technical assistants and physiotherapists. Conclusion: Soccer, even with all its grandeur, still lacks studies that identify its reality, especially that of the access divisions and amateur teams.


Palavras-chave


Esportes; Recursos humanos; Capacitação; Organização e administração

Texto completo:

PDF

Referências


-Almeida, L.G.; Oliveira, M.L.; Silva, C.D. Uma análise da vantagem de jogar em casa nas duas divisões principais do futebol brasileiro. Revista Brasileira Educação Física e Esporte. Vol. 25. Num. 1. 2011. p.49-54.

-Borin, J. P. Avaliação dos efeitos do treinamento no período preparatório em atletas profissionais de futebol. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Vol. 33. Num. 1. 2011. p.219-33.

-Brasil, Lei nº 9696, de 1º de setembro de 1998. Dispõe sobre a regulamentação da Profissão de Educação Física e cria os respectivos Conselho Federal e Conselhos Regionais de Educação Física. disponível em Acesso em 28/01/2014.

-Caetano, S. M.; Rodrigues, F. X. F. Modernização do Futebol Brasileiro e a Transferência Internacional de Jogadores Brasileiros. In: XIV Congresso Brasileiro de Sociologia, Rio de Janeiro (RJ), 2009.

-Carravetta, E. O enigma da preparação física no futebol. Porto Alegre. AGE. 2009.

-Cortela, C.C.; Aburachid, L.M.; Souza, S.P.; Cortela, D.N.R.; Fuentes, J.P.A formação inicial e continuada dos treinadores Paranaenses de tênis. Vol. 11. Num. 2. 2013. p.60-84.

-Costa, I.T.; Samulski, D.M.; Marques, M.P. Análise do perfil de liderança dos treinadores de futebol do Campeonato Mineiro de 2005. Revista Brasileira de Ciência e Movimento.Vol. 14. Num. 3. 2006. p.55-62.

-Costa, J.P.A. A formação do treinador de futebol. Análise de competências, modelos e necessidade de formação. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Lisboa. 2005.

-Costa, V.T. Análise do perfil de liderança atual e ideal de treinadores de futsal de alto rendimento, através da escala de liderança no desporto (ELD). Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Minas Gerais, Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Belo Horizonte. 2003.

-Figueiredo, D. A profissionalização das organizações de futebol: Um estudo de caso sobre a estratégia, estrutura e ambiente dos clubes brasileiros. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Minas Gerais, Curso Faculdade de Ciências Econômicas. Belo Horizonte. 2011.

-Freire Junior, J. M.; Silva, I.F.; Cimaschi, J.P.R.; Cimaschi Neto, E.O. Verificação e comparação da iniciação ao futebol de jogadores juniores de clubes da 1ª e 2ª divisão. Coleção Pesquisa em Educação.Vol. 9. Num. 4. 2010. p. 239-46.

-Fumagal, R.F.; Louzada, R. O modelo de gestão do São Paulo Futebol Clube. Razon y Palabra. Vol. 13. Num. 69. 2009. p.1-36.

-Gastaldo, E. “O país do futebol” mediatizado: mídia e copa do mundo no Brasil. Sociologias. Vol. 11. Num. 22. 2009. p.352-69.

-Gilbert, W.D.; Cóte, J.; Mallett, C. Developmental paths and activities of successful sport coaches. Vol. 1. Num. 1. 2006. p.69-76.

-Gomes, R.E.; Isidro, A.S.M.; Batista, P.M.F.; Mesquita, I.M.R. Acesso à carreira de treinador e reconhecimento das entidades responsáveis pela formação: Um estudo com treinadores Portugueses em função do nível de escolaridade e da experiência profissional. Revista da Educação Física/UEM. Vol. 22. Num. 2. 2011. p.185-195.

-Gould, D.; Guinan, D.; Greenleaf, C.; Medbery, R.; Peterson, K. Factors affecting olympic performance: Perceptions of athletes and coaches from more and less successful teams. The Sports Psychology. Vol. 13. Num. 4. 1999. p.371-94.

-Hirota, V. B.; Silva, L. F. B.; De Marco, A.; -Verardi, C. E. L. Estilo de liderança de técnicos de futebol. Coleção Pesquisa em Educação Física. Vol. 10. Num. 5. 2011. p.91-98.

-Marques, D.S.P. Administração de clubes de futebol profissional e governança corporativa: Um estudo de casos múltiplos com clubes do estado de São Paulo. Dissertação de Mestrado. Universidade de São Paulo, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade. São Paulo. 2005.

-Marturelli, J.R., M.; Oliveira, A. L. Treinadores de Futebol de Alto Nível: As evidentes dificuldades que cercam a produtividade destes profissionais. IX Simpósio Internacional Processo Civilizador – Tecnologia E Civilização. 2005. Ponta Grossa/Paraná. Brasil. UEL. 2005.

-Paoli, P.B. Tendência atual da detecção, seleção e formação de talentos no futebol brasileiro. Revista Brasileira de Futebol. Vol. 1. Num. 2. 2008. p.38-52.

-Peres, L.; Lovisolo, H. Formação esportiva: Teoria e visões do atleta de elite no Brasil. Revista da Educação Física/UEM. Vol. 17. Num. 2. 2006. p.211-18.

-Rodrigues, F.X.F. A formação do jogador no S. C. Internacional (1997-2002). Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Porto Alegre. 2003.

-Soares, A.J.G.; Melo, l.B.S.; Costa, F.R.; Bartholo, T.L.; Bento, J.O. Jogadores de futebol no Brasil: Mercado, formação de atletas e escola. Revista Brasileira de Ciências do Esporte.Vol. 33. Num. 4. 2011. p.905-21.

-Sousa, P.A.R. A Prata da Casa: a ‘mercadoria força de trabalho jogador de futebol’ no Brasil pós Lei Pelé. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal da Bahia, Faculdades de Filosofia e Ciências Humanas. Salvador. 2009.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Antonio Coppi Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui