Goleiro-Linha e Linha-Goleiro: diferentes usos estratégico-táticos do goleiro na liga nacional de Futsal de 2016

  • Carlos Eduardo Silva e Souza Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS), Pouso Alegre-MG, Brasil
  • Joyce Mayumi Nozaki Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS), Pouso Alegre-MG, Brasil
  • Arnaldo Leitão Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS), Pouso Alegre-MG, Brasil
  • Mariana Zuaneti Martins Universidade Federal do Espirito Santo (UFES), Vitória-ES, Brasil
Palavras-chave: Análise de jogo, Goleiro-Linha, Linha-Goleiro, Futsal

Resumo

O futsal sofreu constantes alterações em suas regras, o que trouxe implicações técnico-táticas e estratégicas e novas demandas para o treinamento, em particular para o goleiro. A análise de jogo vem contribuindo para afinar a compreensão dessas mudanças a fim de possibilitar mais adequadamente as adaptações às novas exigências. Considerando este cenário, este artigo analisou a utilização do goleiro-linha e linha-goleiro no futsal, diferenciando essas duas abordagens da utilização do goleiro, e verificando a eficácia dessas ações tático-estratégicas. Por meio de uma abordagem exploratória, nossa amostra foi composta de 10 jogos da primeira fase da Liga Nacional de Futsal 2016, analisados em função do contexto de utilização destes dois recursos. Os resultados apontaram que o goleiro-linha é utilizado nas jogadas de lateral e nas pressões adversárias, havendo certo equilíbrio entre as etapas do jogo, independe do placar e que os locais padrões de recepção são dentro e a frente da área de meta. Seus principais desfechos foram passes errados e finalizações, com um número baixo de gols marcados. No caso do linha-goleiro, ele é usado quando há um resultado adverso no placar na segunda etapa da partida. O principal local de recepção é a ala direita do ataque, e os desfechos das jogadas apontaram um número expressivo de finalizações e nenhum gol marcado. A baixa eficácia combinada à alta produção ofensiva, apontam a necessidade de um treinamento mais direcionado às demandas surgidas em decorrência da maior eficiência da marcação adversária nesta situação de jogo.

 

ABSTRACT 

Goalkeeper-line and line-goalkeeper: different strategic-tattical uses at 2016 futsal national league of Brazil

Futsal has had its rules constantly changed, which has brought technical-tactical and strategic implications, such as the emergence of new training demands, in particular to the goalkeeper. Game analysis features have been contributing to understand these changes and to adapt training to the new requirements. This study aimed to analyze the use of goalkeeper-line and goalkeeper-line in Futsal, comparing these two differents approaches and measuring its efficacy. This explanatory research, our sample was 10 matches of the 2016 Brazil Futsal National League, which we analysed throughout game analysis. The results indicated that the goalkeeper-line is used in the side plays and in the opposing pressures, with a certain balance between the stages of the game. Mostly, balls reception places are in and front of the goalkeeper area, and its use is independent of the momentary score of the match. We also noted high rates of passes mistakes and shots, but an low number of goals scored. We observed that the use of the goalkeeper-line is directly linked to the adverse result on the scoreboard at the second stage of the match. Its main place of reception is the right wing of the offensive side, and the outcome of the plays indicated a significant number of shots and no goal scored. The two strategies obtained almost none goals scored, which does not demonstrate effectiveness of these maneuvers and brings the need for more specific training strategy.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo Silva e Souza, Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS), Pouso Alegre-MG, Brasil
Graduado em Educação Física
Joyce Mayumi Nozaki, Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS), Pouso Alegre-MG, Brasil

Mestre em Educação Física

Professora do IFSULDEMINAS

Arnaldo Leitão, Instituto Federal do Sul de Minas (IFSULDEMINAS), Pouso Alegre-MG, Brasil

DOUTORANDO EM EDUCAÇÃO FÍSICA - UNICAMP

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA -  IFSULDEMINAS

Mariana Zuaneti Martins, Universidade Federal do Espirito Santo (UFES), Vitória-ES, Brasil

Profª Drª Mariana Zuaneti Martins
Departamento de Desportos - UFES

Referências

-Alves, I. P.; Bueno, L. Analysis of goals in 2012 futsal league's games/Analise dos gols na primeira fase da liga futsal 2012. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 4. Num. 12. p. 118-124. 2012. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/278>

-Confederação Brasileira de Futsal. Regras Oficiais de Futsal. São Paulo. 2017

-De Rose Junior, D.; Lamas, L. Análise de jogo no basquetebol: perfil ofensivo da Seleção Brasileira Masculina. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte. Vol. 20. Num. 3. p. 165-173. 2006.

-Fukuda, J. P. S.; Santana, W. C. Análises dos gols em jogos da Liga Futsal 2011. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 4. Núm. 11. 2012. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/125>

-Ganef, E.; Reis, F. P. C.; Almeida, E. S.; Navarro, A. C. Influência do Goleiro-Linha no Resultado do Jogo de Futsal. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 1. Núm. 3. p. 186-193. 2009. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/24/24>

-Garganta, J. A análise da performance nos jogos desportivos. Revisão acerca da análise do jogo. Revista Portuguesa de Ciências Do Desporto. Vol. 1. Núm. 1. p. 57-64. 2001.

-Gomes, A.; Fagundes, L.; Souza, P. R. C.; Fidelis, A. J. M. Caracterização das ações de finalização em jogos de futsal: uma análise técnica e tática. Revista Mineira de Educação Física. 2007.

-Greco, P. J.; Benda, R. N. Iniciação esportiva universal: da aprendizagem motora ao treinamento técnico (Vol. 1). Belo Horizonte. Editora UFMG. 1998.

-Menezes, R. P.; Reis, H. H. B. Análise do jogo de handebol como ferramenta para compreensão técnico-tática. Motriz. Revista de Educação Física. UNESP. Vol. 16. Num. 2. p. 458-467. 2009.

-Ribeiro, N. A influência do goleiro linha no resultado do jogo de futsal. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 3. Núm. 9. 2011. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/24/24>

-Santos, I. A evolução no dinamismo do futsal: participação do goleiro. Bacharelado em Educação Física. Centro de Educação Física e Desporto. Universidade Federal do Espírito Santo. Vitória. 2014.

-Santana W. C. A visão estratégico-tática de técnicos campeões da Liga Nacional de Futsal. Tese Doutorado. Campinas. Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas. 2008a.

-Santana W. C. Futsal: apontamentos pedagógicos na iniciação e na especialização. Campinas. Autores Associados. 2ª edição. 2008b.

-Soares, W.; Neves Junior, C.; Barcelos, S. Os treinadores de futsal de alto nível e a utilização do goleiro/linha. EFDeportes.com, Revista Digital. Ano 15. Núm. 166. 2012.

-Taveira, L. M.; Ladeia, H. A.; Barbosa, G. L.; Souza, P. R. C.; Abreu, C. O.; Fidelis, A. J. M.; Praça, G. M. Alteração da Regra de Utilização do Goleiro-Linha Ocorrida em Janeiro de 2011: Implicações Técnico-Táticas. Coleção Pesquisa Em Educação Física. Vol. 12. Núm. 4. p. 33-40. 2013.

Publicado
2019-01-20
Como Citar
Souza, C. E. S. e, Nozaki, J. M., Leitão, A., & Martins, M. Z. (2019). Goleiro-Linha e Linha-Goleiro: diferentes usos estratégico-táticos do goleiro na liga nacional de Futsal de 2016. RBFF - Revista Brasileira De Futsal E Futebol, 10(41), 655-662. Recuperado de http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/642
Seção
Artigos Científicos - Original