Os fatores motivacionais no Futsal: estudo realizado com crianças de um projeto social de Futsal no município de Lindolfo Collor-RS

Alexandre Aquino Diehl, Rafael Machado de Souza

Resumo


O presente estudo analisou os fatores motivacionais que levam as crianças a praticar o futsal em um projeto social no município de Lindolfo Collor-RS, tendo como objetivos avaliar como as crianças de 10 anos se motivam durante a iniciação esportiva no Futsal, investigar o que leva a procurar e a participar de uma escolinha de futsal, identificar quais os fatores que influenciam para a prática do futsal e compreender como a criança se motiva com a prática da modalidade. Para a realização deste estudo, foi utilizada uma abordagem quantitativa de caráter transversal e descritiva. A amostra foi constituída por 16 alunos, sendo que 16 (100%) eram do sexo masculino, com idade média de 10 ± 0,34 anos, vinculados a um projeto social de futsal na cidade de Lindolfo Collor-RS. Como instrumento de medida, foi utilizado o Inventário de Motivação para a prática Desportiva (Gaya e Cardoso, 1998), composto por 19 questões, subdivididas em três categorias: competência desportiva, saúde e amizade/lazer. No presente estudo, foram verificadas diferenças nos fatores motivacionais da prática do futsal. Com isso, concluímos que os resultados de média e desvio padrão, para a categoria saúde, foram de 2,77 ± 0,43, para a categoria competência desportiva de 2,75 ± 0,51 e para a categoria amizade e lazer de 2,7 ± 0,46. Portanto, pode-se observar que a categoria saúde foi o principal motivo que leva as crianças a praticarem o futsal e, como motivos secundários, a competência desportiva e o fator amizade/lazer.

 

ABSTRACT 

The motivational factors at futsal: study held with children of a futsal social project in the municipality of Lindolfo Collor-RS

The present study has analyzed the motivational factors which make children practice futsal in a social project in the municipality of LindolfoCollor-RS, aiming at evaluating how ten-year-old children feel motivated during their introduction into Futsal, investigating what makes them look for and attend a futsal school, identifying which factors influence them to practice futsal and understanding how children are motivated by this sport. In order to make this study, a cross-sectional and descriptive quantitative approach was used. The sample was comprised of 16 male students aged 10 ± 0.34 who were taking part of a futsal social project in the city of LindolfoCollor-RS. The Motivation Inventory for Sports (Gaya e Cardoso, 1998) was used as a measuring tool and included 19 questions, sub-divided into three categories: sport competence, health and friendship/leisure. In the present study, differences have been verified in the motivational factors connected to the practice of futsal. With that information in mind, as well as by seeing that the health category was the main reason why children practice futsal, while sport competence and friendship/leisure were the secondary reasons, we have come to the conclusion that the results for the mean and standard deviation were 2.77 ± 0.43 for the health category, 2.75 ± 0.51 for the sport competence category, and 2.7 ± 0.46 for the friendship category.


Palavras-chave


Motivação; Futsal; Psicologia; Crianças; Esporte

Texto completo:

PDF

Referências


-Alves, F. R. Fatores motivacionais para a prática de futsal em adolescentes entre 11 e 17 anos. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 7. Num. 27. 2015. p. 579-585. Disponível em:

-Balbinotti, M. A. A.; Barbosa, M. L. L.; Balbinotti, C. A. A.; Saldanha, R. P.; Mazo, J. Z. Motivação à prática regular de atividades físicas e esportivas: um estudo comparativo entre estudantes com sobrepeso, obesos e eutróficos. Revista de educação física. Vol. 17. Num. 3. 2011. p. 384-394.

-Balbinotti, M. A. A.; Barbosa, M. L. L.; Balbinotti, C. A. A.; Saldanha, R. P.; Mazo, J. Z. O prazer na prática de atividades físicas e esportivas na adolescência: um estudo comparativo entre os sexos. Coleç. Pesqui. Educ. Fís. Vol. 9. Num. 2. 2010. p. 197-202.

-Becker Junior, B. Psicologia aplicada à criança no esporte. Novo Hamburgo. 2000. p. 15-19.

-Bento, J. A criança no treino e desporto de rendimento. Revista Kinesis. Vol. 5. Num. 1. 1989. p. 9-35.

-Borsari, J, R; Mesquita, C, P. Futebol de campo - futebol de salão. Vol. 3. 1975. p. 87.

-Braghirolli, E. M.; Bisi, G. P.; Rizzon, L. A.; Nicoletto, U. Psicologia geral. 21ª edição. Porto Alegre. Vozes. 2001.

-Brown, W.; Brown, P. Children, physical activity and better health. Achper healthy lifestyles journal. Vol. 43.1996. p. 19-24.

-Campos, F.; Alfonsi, D. Futebol objeto. Vol. 1. 2014. p. 264.

-Confederação Brasileira de Futebol de Salão – Futsal. O esporte da bola pesada que virou uma paixão. Disponível em: http://www.cbfs.com.br/2015/futsal/origem/index.html. Acesso em: 06/10/2016.

-Gallahue, D.; Ozmun, J. Compreendendo o desenvolvimento motor de bebês, crianças, adolescentes e adultos. 2ª edição. Phorte. 2003.

-Gaya, A.; Cardoso, M. Os fatores motivacionais para a prática desportiva e suas relações com o sexo, idade e níveis de desempenho desportivo. Revista perfil. Vol. 2. Num. 1. 1998. p. 40-52.

-Interdonato, G. C. Fatores motivacionais de atletas para a prática esportiva. Revista de educação física Unesp. Vol. 14. Num. 1. 2008. p. 63-66.

-Junior, J. C. S.; Silva, D.C.; Costa, G.C.T. Motivação para prática de atividade física: o caso de agentes penitenciários da grande Belo Horizonte. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 6. Num. 20. 2014. p. 119-125. Disponível em:

-Lorenzi, G.; Voser, R. C.; Hernandez, J. A. E.; A motivação para a prática do futebol de crianças com idade entre 09 a 12 anos. Revista digital de Buenos Aires. 2011. Vol. 155.

-Nahas, Markus V. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceitos e sugestões para um estilo de vida ativo. Londrina. 4ª edição. 2006. p.139.

-Nuñez, P. R. M.; Picada, F. S. L.; Schulz, S. T.; Habitante, C. A.; Silva, J. V. P. Motivos que levam adolescentes a praticarem futsal. Revista da faculdade de educação física da Unicamp. Campinas. Vol. 6. Num. 1. 2008. p. 67-78.

-Paim, M. C. C.; Pereira E.F. Fatores motivacionais dos adolescentes para a prática de capoeira na escola. Rio Claro. Motriz. Vol. 10. Num. 3. 2004. p. 159-166.

-Paim, M. C. C. Fatores motivacionais e desempenho no futebol. Revista de educação física Uem. Vol. 12. Num. 2. 2001a. p. 73-79.

-Paim, M. C. C. Motivos que levam adolescentes a praticar o futebol. Revista digital Buenos Aires. Ano 7. Num. 43. 2001b. p. 1-7.

-Pangrazi, R. Promoting physical activity for youth. Achper healthy lifestyles journal. Vol. 47. 2000. p. 18-21.

-Pinto, S. A.; Costa, G. C. T. Motivação dos praticantes de Taekwondo: estudo realizado em academias de Belo Horizonte. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 7. Num. 27. 2015. p. 495-504. Disponível em:

-Pujals, C.; Vieira, L. F. Análise dos fatores psicológicos que interferem no comportamento dos atletas de futebol de campo. Revista de educação física/Uem. Maringá. Vol. 13. Num. 1. 2002. p. 89-97.

-Reverdito, R. S.; Scaglia, A. J.; Montanger, P. C. Pedagogia do esporte: aspectos conceituais da competição e estudos aplicados. São Paulo. 2013. p. 21-58.

-Santos, M. A. G. N.; Manoel, R. V. Fatores motivacionais na prática do futebol. Revista Hórus. Vol. 4. Num. 2. 2010. p. 220-230.

-Samulski, D. Psicologia do esporte: teoria e aplicação prática. Imprensa universitária/UFMG. Belo Horizonte. 1995.

-Scalon, R. M.; Becker, J. R. B.; Brauner, M. R. G. Fatores motivacionais que influem na aderência dos programas de iniciação desportiva pela criança. Revista Perfil. Vol. 3. Num. 3. 1999. p. 51-61.

-Tani, G. A criança no esporte: implicações da iniciação esportiva precoce. In: Krebs, R.J. Desenvolvimento infantil em contexto. Florianópolis. 2001. p.101-113.

-Voser, R. D. C.; Moreira, C. M.; Voser, P. E. G.; Hernandez, J. A. E. A motivação para prática do futsal: um estudo com atletas na faixa etária entre 13 a 18 anos. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 8. Num. 28. 2016. p. 39-45. Disponível em:

-Voser, R. D. C.; Hernadez, J. A. E.; Ortiz, L. F. R.; Voser, P. E. G. A motivação para a prática do futsal: comparação entre atletas federados do sexo masculino e feminino. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 6. Num. 21. 2014. p. 196-201. Disponível em:

-Weinberg, R, S.; Gould, D. Fundamentos da psicologia do esporte e do exercício. Porto Alegre. Vol. 2. 2001. p. 71-75.

-Weinberg, R, S.; Gould, D. Foundations of sport and exercise psychology. Champaign. Human kinetics, 1999.

-Zanetti, M.C; Lavoura, T.N; Machado, A. A. Motivação no esporte infanto juvenil. Revista da Faculdade de Educação Física, Campinas, Vol. 6. Especial. p 438-447. 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Antonio Coppi Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui