Variações das dimensões da ansiedade durante competição nacional de Futebol na categoria sub17

Bruno Cesar Igeski, Ronni Carlo de Oliveira Júnior, Marcos Alberto Skavinki, Felipe dos Santos Cavalheiro, Marcelo Romanovitch Ribas, Julio César Bassan

Resumo


O Futebol é um esporte complexo, que exige dos atletas altos níveis de preparo e controle físico, técnico, tático e psicológico. Diante disso, o presente estudo teve como objetivo verificar as variações das dimensões da ansiedade durante uma competição nacional de Futebol na categoria Sub17. Fizeram parte da amostra 18 atletas do sexo masculino de Futebol de Campo, da primeira divisão do campeonato paranaense, com idade média de 16,7 ± 0,5 anos. Para mensurar a ansiedade pré-competitiva, foi utilizada uma versão reduzida do questionário de CSAI-2, antes de quatro jogos pela Taça Belo Horizonte de Futebol Sub17. A ansiedade somática, cognitiva e autoconfiança para os Jogos 1, 2, 3, 4 mostraram valores medianos variando de 9 – 11; 5 e 20 pontos nesta ordem. Ao comparar a ansiedade com a autoconfiança, está se demostrou superior em todos os jogos disputados variando de 55,6% - 58,9%. Sobre as correlações estas demostraram para o Jogo 1 uma correlação negativa moderada, entre ansiedade cognitiva e autoconfiança r = - 0,522 (p=0,02). Para o Jogo 2, foi encontrada uma correlação negativa moderada entre ansiedade cognitiva e autoconfiança r = - 0,640 (p=0,004). Concluindo a autoconfiança apresentou níveis elevados em todos os jogos disputados, mostrando que os atletas estavam confiantes.

 

ABSTRACT 

Variations in anxiety dimensions during national football competition in u-17 category

Football is a complex sport that requires athletes to have high levels of preparation and physical, technical, tactical and psychological control. Therefore, the present study had as objective to verify the variations in the dimensions of the anxiety during a national soccer competition in the U-17 category. The sample was composed of 18 male soccer players from the first division of the Paranaense championship, with a mean age of 16.7 ± 0.5 years. In order to measure pre-competitive anxiety, a reduced version of the CSAI-2 questionnaire was used, before 4 soccer matches for the Belo Horizonte Soccer Cup U- 17. Somatic, cognitive and self-confidence anxiety for Matches 1, 2, 3, 4 showed median values ranging from 9 - 11; 5 and 20 points in this order. When comparing anxiety with self-confidence, it was shown to be superior in all matches played, ranging from 55.6% - 58.9%. On correlations, these demonstrated for Match 1 a moderate negative correlation between cognitive anxiety and self-confidence r = -0.522 (p = 0.02). For Match 2, a moderate negative correlation was found between cognitive anxiety and self-confidence r = -0.640 (p = 0.004). Concluding that the athletes presented high levels of self-confidence during the matches.


Palavras-chave


Futebol; Ansiedade; Autoconfiança

Texto completo:

PDF

Referências


-Barbacena, M.M.; Grisi, R.N.F. Nível de ansiedade pré-competitiva em atletas de natação. Conexões. Vol. 6. Num. 1. 2008. p. 31-39.

-Bicalho, C.C.F.; Melo, C.C.; Boletini, T.L.; Costa, V.T.; Noce, F. Fatores da Ansiedade Identificados para Atletas da Categoria Juvenil de Futebol. Rev Edu Física. Vol. 85. Num. 2. 2016. p. 76-83.

-Boas, M. S. V.; Coelho, R. W.; Vieira, L. F.; Fonseca, P. H. S.; Kuczynski, K. M.; Boas, A. G. B. V. Análise do nível de ansiedade de jovens atletas da modalidade de futsal. Conexões. Vol. 10. Num. 3. 2012. p. 77-86.

-Bocchini, D.; Morimoto, L.; Rezende, D.; Cavinato, G.; Luz, L. M. R. Análise dos tipos de ansiedade entre jogadores titulares e reservas de futsal. Conexões. Vol. 6. 2008. p. 522- 32.

-Cox, R. H.; Martens, M.; Russel, W. D. Measuring anxiety in athletics: The revised Competitive State Anxiety Inventory-2. J Sport Exer Psychology. Vol. 25. Num. 4. 2003. p. 519-33.

-Fernandes, M.G.; Vasconcelos-Raposo, J. Fernandes, H.M. Propriedades psicométricas do CSAI-2 em atletas brasileiros. Psicologia: Reflexão e Crítica. Vol. 25. Num. 4. 2012. p. 679-87.

-Gil, A.C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. 4ª edição. Atlas. 2002.

-Gonçalves, M.P.; Belo, R.P. Ansiedade-traço competitiva: diferenças quanto ao gênero, faixa etária, experiência em competições e modalidade esportiva em jovens atletas. Psico-USF. Vol. 12. Num. 2. p. 301. 2007.

-Gonçalves, L.S.; Souza, E.B.; Oliveira, E.P.; Burini, R.C. Perfil antropométrico e consumo alimentar de jogadores de futebol profissional. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. São Paulo. Vol. 9. Num. 54. 2016. p. 587-596. Disponível em:

-Lakatos, E.M.; Marcone, M.A. Fundamentos de Metodologia Científica. 5ª edição. Atlas. 2003.

-Machado, T. A.; Paes, M. J.; Alquiere, S. M.; Osiecki, A. C. V.; Lirani, L.S.; Stefanello, J. M. F. Ansiedade estado pré-competitiva em atletas de voleibol infanto-juvenis. Rev Bras de Edu Fís Esporte. Vol. 30. Num. 4. 2016. p. 1061-67.

-Martens, R.; Vealey, R. S.; Burton, D. Competitive anxiety in sport. Champaign. IL: Human Kinetics. 1990.

-Nunes, R.T.; Andrade, F.C.; Coimbra, D.R.; Nogueira, R.A.; Pinto, A.F.; Filho, M.G.B. Monitoramento dos efeitos agudos da carga de treinamento no futebol. Rev Edu Física/UEM. Vol. 23. Num. 4. 2013. p. 599-06.

-Pujals, C.; Vieira, L.F. Análise dos fatores psicológicos que interferem no comportamento dos atletas de futebol de campo. Rev Edu Física/UEM. Vol. 13. Num. 1. 2002. p. 89-97.

-Rodrigues, A.D.; Lázaro, J.P.; Fernandes, H.M.; Vasconcelos-Raposo, J. Caracterização dos níveis de negativismo, ativação, autoconfiança e orientações motivacionais de alpinistas. Motricidade. Vol. 5. Num. 2. 2009. p. 63-86.

-Silva, J.F.; Guglielmo, L.G.A.; Dittrich, N.; Floriano, L. T.; Arins, F. B. Relação entre aptidão aeróbia e capacidade de sprints repetidos no futebol: efeito do protocolo. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum. Vol. 13. Num. 2. 2011. p. 112-116.

-Tavares, F.M. Influência dos níveis de Ansiedade em diferentes categorias do Futsal Escolar. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 7. Num. 27. 2015. p. 462-66. Disponível em:

-Vasconcelos-Raposo, J.; Coelho, E.; Mahl, A.; Fernandes, H.; Intensidade e negativismo e autoconfiança em jogadores de futebol profissionais brasileiros. Motricidade. Vol. 3. Num. 3. 2007. p. 7-15.

-Zanetti, M.C; Rebustini, F.; Moioli, A.; Schiavon, M.; Machado, A. A. Ansiedade, autoconfiança e estados de humor em atletas de futsal masculino. Col Pesq Edu Física. Vol. 10. Num. 3. 2011. p. 33-38.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Antonio Coppi Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui