Atitudes morais de atletas juvenis no esporte de competição: um estudo com praticantes do Futebol de Campo

Ricardo Pedrozo Saldanha, Paulo Henrique Mellender Evangelista, José Augusto Ayres Florentino, Marcos Alencar Abaide Balbinotti, Carlos Adelar Abaide Balbinotti

Resumo


Moralidade, de acordo com a Teoria do Julgamento Moral (TJM) representa a conduta e as maneiras pelas quais as atitudes morais podem determinar um comportamento social. De acordo com esta teoria, o “Antidesportivismo” a “Trapaça” e o “Empenho” são as dimensões atitudinais que evidenciam conflitos nos comportamentos, frente a dilemas morais no esporte. Esta pesquisa tem por objetivo explorar e descrever os índices médios obtidos a partir da avaliação de quatro dimensões de atitudes: Empenho, Convenção, Trapaça e Antidesportivismo. Para tanto, uma amostra de 46 atletas juvenis do Futebol de Campo, do sexo masculino e com idades variando de13 a16 anos, responderam o Inventário de Atitudes para a Tomada de Decisão Moral no Esporte Juvenil (IATDMEJ-23). Constatou-se que as dimensões Antidesportivismo, Trapaça e Empenho (indissociáveis) são as dimensões que aparecem em primeiro lugar, seguidas pela dimensão Convenção, em segundo lugar. Sugerem-se novos estudos em outras modalidades esportivas, controlando diferentes variáveis.

 

ABSTRACT 

Moral attitudes of youth athletes in competition sport: an exploratory-descriptive study with practitioners of football

Morality, according to the Theory of Moral Judgment (TJM) represents the behavior and the ways in which moral attitudes can determine social behavior. According to this theory, the "Gamesmanship” “Cheating” and “Commitment” are the attitudinal dimensions that evidence conflict in behaviors face to moral dilemmas. This research aims to explore and describe the average ratios obtained from the evaluation of four dimensions of attitudes: Commitment, Convention, Cheating and Gamensmanship. For this purpose, a sample of 46 youth athletes of football, male and aged 13-16 years answered the Attitudes Inventory for Moral Decision Making in Youth Sports (IATDMEJ-23). It was found that the dimensions "Gamesmanship” “Cheating” and “Commitment” (statistically indissolubles) are the dimensions that appear in first, followed by the dimension Convention in second. New studies are suggested in other sports controlling different variables.


Palavras-chave


Futebol; Psicologia do esporte; Esportes juvenis

Texto completo:

PDF

Referências


-Balbinotti, M.A.A. Para se avaliar o que se espera: reflexões acerca da validade dos testes psicológicos. Aletheia. Canoas. Brasil. Vol. 1. Núm. 21. p. 43-52. 2005.

-Balbinotti, M.A.A.; e colaboradores. Inventário de Atitudes para Tomada de Decisão Moral no Esporte Juvenil (IATDMEJ-23). Núcleo de Estudos e Pesquisa em Pedagogia e Psicologia do Esporte (NP3 Esporte). 2008.

-Balbinotti, M.A.A.; e colaboradores. Estudos fatoriais e de consistência interna da Escala Balbinotti de Motivos à Competitividade no Esporte (EBMCE-18). Motriz. Rio Claro. Vol. 17. Núm. 2. p.318-327. 2011.

-Bayer, C. O ensino dos desportos coletivos. Tradução e adaptação: Machado da Costa. Éditions Vigot. Paris. 1994.

-Bompa, T.O. Desporto Coletivo: O Jogo e o Treinador. In: Bompa, T.O. Treinamento de Atletas de Desporto Coletivo. São Paulo. Phorte. 2005. p. 5-29.

-Carita, A.; Tomé, G. A dinâmica da consistência moral. Análise Psicológica. Vol. 1. Núm. 28. p. 85-105. 2010.

-Cassep-Borges, V.; Balbinotti, M. A. A.; Teodoro, M. L. M. Tradução e validação de conteúdo: uma proposta para a adaptação de instrumentos. In Pasquali, L. (org.) Instrumentação psicológica: fundamentos e práticas. Porto Alegre. Artmed. 2010. p.506-520.

-Dodge, A.; Robertson, B. Justifications for Unethical Behaviour in Sport: The role of the Coach. Canadian Journal of Women in Coaching. Vol. 4. Núm. 4. p. 1-17. 2004.

-Evangelista, P.H.M.; Saldanha, R.P.; Balbinotti, C.A.A. As atitudes morais de jovens atletas praticantes de modalidades esportivas coletivas. Motriz: Revista de Educação Física. Vol. 16. p. 379-386. 2010.

-Evangelista, P.H.M. As atitudes morais no esporte de competição: um estudo descritivo-exploratório com atletas dos jogos coletivos de invasão. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Educação Física. Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano. Porto Alegre. 2011. Disponível em: . Acesso em: 10/2017.

-Fleury, S. F. Estudo das faltas e condutas antidesportivas de atletas de futebol profissional em decisões de Campeonato Brasileiro. Dissertação de Mestrado. Universidad Autônoma de Madri. Marter en Psicología del Deporte. Espanha. 2004. Disponível em: . Acesso em 10/2017.

-Freitag, B. A Questão da Moralidade: da razão prática de Kant à ética discursiva de Habermas. Rev. Social. São Paulo. Vol. 1. Núm.1. p. 7-44. 1989.

-Garganta, J. Para uma teoria dos jogos desportivos coletivos. In Graça, A.; Oliveira, J. O ensino dos jogos desportivos coletivos. Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física. Universidade do Porto. 1994. p. 11-34.

-Garganta, J. Competências no ensino e treino de jovens futebolistas. Revista Digital. Buenos Aires. Ano 8. Núm. 45. 2002.

-Garganta, J. Ideias e competências para "pilotar" o jogo de futebol. In Tani, G.; Bento, J. O.; Petersen, R. D. S. Pedagogia do Desporto. Rio de Janeiro. Guanabara Koogan. 2006. p.313-326.

-Gonçalves, C. O estudo do fair play na Europa. In Tavares, O.; Lamartine, P. C. Estudos Olímpicos: Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Rio de Janeiro Editora Gama Filho. 1999. p. 194-206.

-Gonçalves, C.; e colaboradores. Tradução e validação do SAQ (Sports Attitudes Questionnaire) para jovens praticantes desportivos portugueses com idades entre os 13 e os 16 anos. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto. Porto. Vol. 6. Núm. 1. p. 39-47. 2006.

-Hernandez-Nieto, R. Contributions to Statistical Analysis. Mérida: Los Andes University Press. 2002.

-Junior, J.R.A.N.; Pizzo, G. C.; Granja, C. T. L.; Oliveira, D. V.; Amorim, A. C.; Vieira, L. F. Suporte parental e motivação dos jogadores da seleção brasileira de futsal. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 9. Núm. 34. p.229-237. 2017. Disponível em:

-Kavussanu, M.; Ntoumanis, N. Participation in sport and moral functioning: does ego orientation mediate their relationship? Journal of Sport & Exercise Psychology. Núm. 25. p. 501-518. 2003.

-Kohlberg, L. Review of child development research. New York. Russel Sage Foundation. v. il. v.1. 1964.

-Kohlberg, L. Power, F. C.; Higgins, A. La educacion moral segun Lawrence Kohlberg. Tradução Antonio Bonanno. Barcelona. Gedisa. 1997.

-La Taille, Y. De. A importância da generosidade no início da gênese da moralidade na criança. Psicol. Reflex. Crít. Porto Alegre. Vol. 19. Núm. 1. 2006.

-Lee, M.J.; Whitehead, J.; Ntoumanis, N. Development of the Attitudes to Moral Decision-making in Youth Sport Questionnaire (AMDYSQ). Psychology of Sport and Exercise. Vol. 8. Núm. 3. p. 369-392. 2007.

-Lee, M.J.; e colaboradores. Relationships among values, achievement orientations, and attitudes in youth sport. Journal of Sport and Exercise Psychology. Núm. 30. 2008. p. 588-610.

-Lee, M.J.; e colaboradores. How do values influence attitudes and achievement goals?: Relationships between values, achievement orientations and attitudes in youth sport. in Whitehead, J.; Telfer, H.; Lambert, J. Values in youth sport and physical education. Library of Routledge Taylor & Francis Group: London and New York. p. 106-124. 2013.

-Lippi, B. G.; De Souza, D. A.; Neira, M. G. Mídia e futebol: contribuições para a construção de uma pedagogia crítica. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Vol. 30. Núm. 1. p. 91-106. 2008.

-Lovatto, D. L.; Galatti, L. R. Pedagogia do esporte e jogos esportivos coletivos: das teorias gerais para a iniciação esportiva em basquetebol. Movimento e Percepção. São Paulo. Vol. 8. Núm. 11. 2007.

-Maguire, T. O.; Rogers W. T. Proposed solutions for non randomness in educational research. Canadian Journal of Education. Vol. 14. Núm. 2. p. 170-181. 1989.

-Martins, L.C.; Branco, A.U. Desenvolvimento moral: considerações teóricas a partir de uma abordagem social construtivista. Psic.: Teor. e Pesq. Vol. 17. Núm. 2. p.169-176. 2001.

-Menezes, R.P.; Marques, R.F.R.M.; Nunomura, M. Especialização esportiva precoce e o ensino dos jogos coletivos de invasão. Movimento. Porto Alegre. Vol. 20. Núm. 1. p. 351-373. 2014.

-Monteiro, R.P.; e colaboradores. Valores Humanos e Bullying: Idade e Sexo Moderam essa Relação? Trends in Psychology/Temas em Psicologia. Vol. 25. Núm. 3. p. 1317-1328. 2017.

-Orozco, A.M.; Sierra, F.S.; Pérez, A.A. Estudio descriptivo sobre las expectativas y actitudes de los familiares em un escenario educativo de fútbol prebenjamín escolar. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, Edição Especial: Pedagogia do Esporte. São Paulo. Vol. 8. Núm. 31. p. 365-378. 2016. Disponível em:

-Pestana, M.H.; Gageiro, J.N. Análise de dados para Ciências Sociais: a complementaridade do SPSS. 5ª edição. Lisboa. Silabo. 2008.

-Piaget, J. O juízo moral na criança. Tradução Elzon Lenardon. São Paulo. Summus. 1994.

-Platonov, V. N. Teoria geral do treinamento desportivo olímpico. Porto Alegre. Artmed. 2004. 638p.

-Proios, M. Development and validation of a Questionnaire for the assessment of moral content judgment in sport. International Journal of Sport and Exercise Psychology. Vol. 8. Núm. 2. p.189-209. 2010.

-Reis, E. Estatística multivariada aplicada. 2ª edição. Lisboa. Edições Silabo. 2008.

-Reverdito, R. S.; Scaglia, A. J. Pedagogia do esporte: jogos coletivos de invasão. São Paulo. Phorte. 2009.

-Rokeach, M. Crenças, atitudes e valores. Rio de Janeiro. Interciência. 1981.

-Rúbio, K. Ética e Compromisso Social na Psicologia do Esporte. Psicologia Ciência e Profissão. Vol. 27. Núm. 2. p.304-315. 2007.

-Sage, L. D. Predictors of moral behaviour in football: A thesis Doctor of Philosophy Degree. 2006. School of Sport and Exercise Sciences University of Birmingham. England. 241fl. Disponível em: . Acesso em: 10/2017.

-Sanmartín, M. G. Valores sociales y deporte: la actividad física y el deporte como transmisores valores sociales y personales. Madrid. Editorial Gymnos. 1995.

-Schwartz, S.H.; Cieciuch, J. Values. In Miller, H. L. (Ed.). The Sage Encyclopedia of Theory in Psychology. p.950-951. 2016.

-Sena, A.C.; Hernandez, J. A. E.; Duarte, M. A.; Voser, R. C. Fatores motivacionais que influenciam na prática do Futsal: um estudo de uma escolinha na cidade de Porto Alegre. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, Edição Especial: Pedagogia do Esporte. São Paulo. Vol. 9. Núm. 35. p.416-421. 2017. Disponível em:

-Soares, A.J.G. Futebol, malandragem e identidade. Vitória. SPDC. p.134. 1994.

-Tani, G. Esporte e processos pedagógicos. In: Moreira, W.W.; Simões, R. Fenômeno esportivo no início de um novo milênio. Piracicaba. Editora UNIMEP. 2000. p. 85-91.

-Tavares, O. Algumas reflexões para uma rediscussão do fair play. In Tavares, O.; Lamartine, P. C. Estudos Olímpicos: Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Rio de Janeiro. Editora Gama Filho. 1999. p. 173-193.

-Torres, C.V.; Schwartz, S.H.; Nascimento, T.G. The Refined Theory of Values: associations with behavior and evidences of discriminative and predictive validity. Psicologia USP. Vol. 27. Núm. 2. p.341-356. 2016.

-Tsai, E.; Fung, L. Sportspersonship in Youth Basketball and Volleyball Players. Athletic Insight. The on line Journal of sport Psychology. Hong Kong. Vol. 7. Núm. 2. 2005.

-Vallerand, R. J. Vers une méthodologie de validation trans-culturelle de questionnaires psychologiques: implications pour la recherche en langue française. Psychologie Canadienne. Núm. 30. p. 662-680. 1989.

-Vecchione, M.; e colaboradores. Stability and change of basic personal values in early adulthood: An 8-year longitudinal study. Journal of Research in Personality. Núm. 63. p. 111-122. 2016.

-Voser, R.C.; Moreira, C. M.; Voser, P. E. G.; Hernandez, J. A. E. A motivação para prática do futsal: um estudo com atletas na faixa etária entre 13 a 18 anos. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 8. Núm. 28. p.39-45. 2016. Disponível em:


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Antonio Coppi Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui