Análise quantitativa das ações do goleiro de Futebol

Elano Magalhães Berto, Flávia costa magalhães

Resumo


O scout é uma ferramenta capaz de relatar aos membros da comissão técnica os principais acontecimentos técnico-táticos de uma partida de futebol. Através da análise estatística dos resultados é possível obter informações interessantes capazes de delinear quais as demandas técnicas devem ser priorizadas nos treinamentos. Objetivo: Identificar e quantificar as principais ações e/ou intervenções do goleiro em partidas oficiais. Comparar essas ações por jogos e verificar a sua representatividade. Materiais e Métodos: Foram coletados os dados dos 20 jogos do campeonato estadual que corresponderam à participação de goleiros de uma equipe de futebol masculino com idade de até 15 anos. Um modelo de scout foi desenvolvido exclusivamente para o preenchimento das informações. A coleta de dados foi realizada em tempo real durante os jogos. Resultados: Defesas (16,06%), saídas de gol (17,34%), reposição de bola (36,19%), goleiro linha (30,41%). A quantificação do total de defesas foi significativamente inferior às reposições de bola (p=0,0001) e ao jogo com os pés (p=0,0024), quando comparados. Na comparação entre defesas x demais ações nos jogos considerados como clássico estadual somente as ações que englobam reposição de bola apresentaram diferença estatisticamente significativa (p=0,005). Conclusão: Percebe-se que as ações do goleiro variam de acordo com as exigências da partida. O número de defesas foi estatisticamente inferior durante todo o campeonato e, em clássicos, somente para as reposições de bola. De acordo com o nível de dificuldade dos adversários e a homogeneidade das equipes o condicionamento em realizar defesas passa a ser essencial. Os resultados do estudo permitem concluir que o goleiro precisa ser completo.

 

ABSTRACT

Quantitative analysis of the football goalkeeper’s actions

The scout is a tool that is able to report to the technical comission members about the main technical-tactic events of a football game. By means of the statistical analysis of the results it is possible to get interesting information that enables us to determine which technical demands should be prioritized during the trainings. Purposes: Identifying and quantifying the main actions and/or interventions of the goalkeeper in official games. Comparing these actions by match and checking his significance. Materials and Methods: Data of the 20 state championship games, which corresponded to the participation of up to 15-year-old goalkeepers on a male football team were collected. A scout model was exclusively developed to fill in the information. The collection of data was undertaken in real time during the games. Results: Defenses (16,06%), outside the goal (17,34%), ball replacement (36,19%), line goalkeeper (30,41%). The total number of defenses was significantly lower than the ball replacementes (p=0,0001) and than the play with the feet (p=0,0024) when compared. By comparing the defenses with the other actions in the games considered state classic, only the actions about ball replacement showed a statistically significant difference (p=0,005). Conclusion: It is noticed that the actions of the goalkeeper vary according to the match demandes. the number of defenses was statistically lower throughout the championchip and, in classics, only for ball replacement. According to the opponents’ level of difficulty and the teams’ homogeneity the conditioning in performing defenses starts to be fundamental. The results of the study let us conclude that the goalkeeper hes to be complete.


Palavras-chave


Ações; Goleiro; Representatividade; Scout

Texto completo:

PDF

Referências


-Ataíde, E.C.; Bragaglia, F.A.; Costa, I.M.; Manini, J.L.; Marinho, N.F.S. Estratégias utilizadas por goleiros para defender a cobrança de pênalti. Universidade do Futebol. 2015. Disponível em: . Acesso em 05/01/2016.

-Berto, E.S.M.; Magalhães, F.C.O. A Estatura como critério de seleção na captação e formação do goleiro de futebol de campo. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 6. Núm. 20. 2014a. p.88-94. Disponível em:

-Berto, E.S.M.; Magalhães, F.C.O. Composição corporal de goleiros das categorias de base da elite do futebol mineiro. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 6. Núm. 20. 2014b. p.95-101. Disponível em:

-Borresen, J.; Lambert, M.I. The quantification of training load, the training response and the effect on performance. Sports Medicine. 2009. Vol. 39. Núm. 9. p.779-795.

-Carlesso, R.A. Manual de Treinamento do Goleiro. Rio de Janeiro. Palestra. 1981.

-Domingues, A. Goleiro 100 Segredos. 20ª edição. Curitiba. Verbo. 1997.

-Drubscky, R. Universo Tático do Futebol- escola brasileira. 2ª edição. Belo Horizonte. Ricardo Drubscky de Campos. 2014.

-Federação Mineira de Futebol (FMF). Manual de competições e regulamentos. Disponível em: . Acesso em 03/12/2015.

-Gallo, C.R.; Zamai, C.A.; Vendite, L.; Libardi, C. Análise das ações defensivas e ofensivas, e perfil metabólico da atividade do goleiro de futebol profissional. Revista da Faculdade de Educação Física da Unicamp. Campinas. Vol. 8. Núm. 1. 2010. p.16-37.

-Gonçalves, A.G.; Nogueira, R.M.O.; O Treinamento específico para goleiros de futebol: uma proposta de macrociclo. Estudos. Goiânia. Vol. 33. Núm. 7/8. 2006. p.531-543.

-Leitão, R.A.A. Futebol Tático: análises qualitativas como ferramentas de avaliação. Monografia. Universidade Estadual de Campinas. Campinas. 2001.

-Maestri, F.S. Scout no futebol: análise de sequências ofensivas em gols no Campeonato Paulista de Futebol da Série A1 de 2009. Monografia. Universidade Estadual de Campinas. Campinas. 2010.

-Mayer, R. Fichas de futbol - 120 juegos de ataque y defensa. Barcelona. Hispano Europea. 1996.

-Mello, R.S. Sistemas e táticas para futebol. Rio de Janeiro. Sprint; 1999.

-Moino, G.S. Análise tática da exigência de situações de jogo para goleiros jovens. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 3. Núm. 8. 2011. p.127-141. Disponível em:

-Neto, C.P.F. Análise de scout no futebol: fundamentos técnicos individuais da equipe de futebol do Cruzeiro Esporte Clube no primeiro turno do Campeonato Brasileiro 2010. Monografia. Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte. 2010.

-Oliveira, C.E.P. Enciclopédia do América. Belo Horizonte. Carlos Eduardo Paiva de Oliveira. 2012.

-Quintão, R.C. Custódio, I.J.O. Alves, A.L. Claudino, J.G. Quantificação e comparação da carga externa de diferentes conteúdos de treinamento específicos do futebol em relação ao jogo, utilizando um GPS com acelerômetro. Revista Brasileia de Futebol. Vol. 6. Núm. 1. 2013. p.3-12.

-Ribeiro, H.; Almanaque do Cruzeiro. Belo Horizonte. Henrique Ribeiro. 2007.

-Sneyers, J. Futbol - Manual de entrenamiento. Barcelona. Hispano Europea. 1992.

-Teoldo, I. Guilherme, J. Garganta, J. Para um futebol jogado com ideias: concepção, treinamento e avaliação do desempenho tático de jogadores e equipes. Curitiba. Appris. 2015.

-Vendite, C.C.; Vendite, L.L.; Moraes, A.C.; Scout no futebol: uma análise estatística. Campinas. Conexões. 2003.

-Vendite, C.C.; Vendite, L.L.; Moraes, A.C.; Scout no futebol: uma ferramenta para a imprensa esportiva. Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Rio de Janeiro. Comunicação e Esporte. 2005. p.1-10.

-Weineck, J.E. Futebol total: o treinamento físico no futebol. São Paulo. Phorte. 2000.

-Weineck, J.E. Treinamento ideal. 9ª edição. São Paulo. Manole. 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Antonio Coppi Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui