Existe o efeito da idade relativa em goleiros que disputaram o Campeonato Mineiro de futebol de categoria de base?

  • Cristiano Santos da Conceição Ferreira Murta Universidade Federal de Minas Gerais. UFMG
  • Cleiton Pereira Reis Universidade Federal de Minas Gerais
  • Maicon Rodrigues de Albuquerque Universidade Federal de Minas Gerais. UFMG
  • Varley Teoldo Costa Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
Palavras-chave: Atletas, Desempenho Esportivo, Grupos Etários

Resumo

A vantagem maturacional obtida por atletas nascidos mais próximos do início do ano de seleção em relação aos seus pares nascidos no final do ano é denominada como efeito da idade relativa. Tal variável influencia diretamente a formação de atletas, principalmente em esportes cuja a divisão da categoria de base acontece baseando-se na faixa etária. O objetivo do presente estudo foi verificar se existe o efeito da idade relativa em goleiros, das categorias infantil (sub-15 anos), juvenil (sub-17) e juniores (sub-20), que disputaram Campeonato Mineiro Futebol da Temporada 2013. Foram coletados junto à Federação Mineira de Futebol (FMF) as datas de nascimento de 108 goleiros inscritos em 54 equipes. Para a análise estatística, recorreu-se ao teste de qui-quadrado (p< 0,05) e realizou-se a correção de Bonferroni (p<0,0083) para as comparações múltiplas pareadas entre os quartis. Foram encontradas diferenças no período de nascimento que indicam a existência do efeito da idade relativa na análise geral e nos goleiros da categoria infantil (sub-15 anos). Entretanto, não foi encontrado o efeito da idade relativa nos goleiros da categoria juvenil e juniores. O efeito da idade relativa é uma variável que deve ser considerada pelos treinadores de goleiros na identificação, na seleção e no desenvolvimento de jovens goleiros de Minas Gerais, especialmente na categoria infantil.

 

ABSTRACT

Is there the relative age effect in goalkeepers who competed the football championship of youth academy of Minas Gerais?

The maturational advantage obtained by athletes born closer to the beginning of the year of selection in relation to its peers born at the end of the year is called relative age effect.  This variable influences directly the formation of athletes, mainly in sports whose division of the youth academy happens based on age range. The purpose of this study was to verify if there is the relative age effect in goalkeepers, of categories under-15, under-17 and under-20, which competed the soccer championship of youth academy of season 2013. They were collected, from the Football Federation of Minas Gerais, dates of birth of 108 registered goalkeepers of 54 teams. For statistical analysis, were used the chi-square test (p<0.05) and were used the Bonferroni correction (p<0.0083) for multiple comparisons paired. Differences were found in the period of birth indicating the existence of the relative age effect on the overall analysis and in goalkeepers of under-15 category. However, it was not found the relative age effect in goalkeepers of under-17 and under-20. The relative age effect is a variable that must be considered by goalkeeper coaches in the identification, selection and development of young goalkeepers of state of Minas Gerais, especially in the under-15 category.

Biografia do Autor

Cristiano Santos da Conceição Ferreira Murta, Universidade Federal de Minas Gerais. UFMG
Possui graduação em Educação Física pela Faculdade Pitágoras - Matriz (2010). Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Treinamento de goleiros e preparação física de futebol. Atuou nas categorias de base de clubes como América Futebol Clube e futebol feminino do Clube Atlético Mineiro.
Cleiton Pereira Reis, Universidade Federal de Minas Gerais
Possui graduação em Educação Física Licenciatura/Bacharelado pela Universidade Federal de Minas Gerais (2008). Mestrado em Ciências do Esporte pela UFMG, psicologia do esporte (2012). Membro do Laboratório de Psicologia do Esporte da UFMG. Pesquisas com foco principalmente nos seguintes temas: expert performance, coaching, basquetebol, jogos esportivos coletivos, psicologia e pedagogia do esporte e organização do treinamento.
Maicon Rodrigues de Albuquerque, Universidade Federal de Minas Gerais. UFMG
Possui graduação em Educação Física pelo Centro Universitário de Belo Horizonte (UNIBH), Mestrado em Ciências do Esporte - UFMG e Doutorado em Medicina Molecular - UFMG.  Membro do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Medicina Molecular (INCT-MM) - UFMG. Colaborador do Laboratório de Psicologia do Esporte (LAPES) - UFMG e do Laboratório de Neurociência Clínica (LINC ) - UFMG. Têm experiência na área de Educação Física, com ênfase em Taekwondo, Aprendizagem Motora, Psicologia do Esporte e Neurociência
Varley Teoldo Costa, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Minas Gerais (1999). Mestrado em Educação Física pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG (2003). Doutorado em Ciências do Esporte pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG na área de Psicologia do Esporte (2011). É Membro das Juntas Diretivas da Sociedade Iberoamericana de Psicología del Deporte (SIPD), da Sociedade Sul-Americana de Psicologia do Esporte (SOSUPE) e da Sociedade Brasileira de Psicologia do Esporte (SOBRAPE). Coordenador do Laboratório de Psicologia do Esporte LAPES-CENESP-UFMG (www.lapes.com.br). Na graduação é professor da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da UFMG (www.eeffto.ufmg.br), onde ministra atualmente as disciplinas: Fundamentos da Psicologia do Esporte I e II e Futebol de Campo II. Na Pós Graduação é professor no programa de Ciência do Esporte da Foi treinador de futsal e futebol de campo por 12 anos initerruptos (1996-2008). Organizador do Programa Caça Talentos no Futebol (2011) e do Programa Futebol Minas pela Paz (2013). Desenvolve trabalhos científicos nas áreas de Psicologia do Esporte, Futebol de Campo e Futsal.
Publicado
2016-03-03
Como Citar
Murta, C. S. da C. F., Reis, C. P., Albuquerque, M. R. de, & Costa, V. T. (2016). Existe o efeito da idade relativa em goleiros que disputaram o Campeonato Mineiro de futebol de categoria de base?. RBFF - Revista Brasileira De Futsal E Futebol, 8(29), 205-212. Recuperado de http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/414
Seção
Artigos Científicos - Original