A influência de jogos reduzidos na resposta perceptual, distância percorrida e velocidade de adolescentes jogadores

Romerito Sóstenes Canuto de Oliveira, Julio Cesar Barbosa de Lima Pinto, Anna Priscila Nascimento Silva, Arnaldo Luis Mortatti

Resumo


O objetivo desse estudo foi analisar a interferência do número de traves em jogos reduzidos de futebol (JRF) na distância percorrida, respostas afetivas (Feeling Scale, PSE) e velocidade de jovens futebolistas. Participaram 12 atletas do sexo masculino (16,9 ± 0,8 anos; 62,24 ± 7,3kg; 1,71 ± 0,1m; 21,32 ± 1,6kg/m²). Foram analisadas duas sessões de treinamento: 1) JRF 3 x 3 com uma trave para cada time; 2) JRF 3 x 3 com três traves para cada time. Para comparação da distância percorrida e PSE utilizou-se o Teste T para amostra dependentes. Para a variável afeto, utilizou o teste do Qui-Quadrado. Para análise no teste de Sprint repetidos (Baseline, JRF com uma trave e JRF com três traves) utilizou a ANOVA de medidas repetidas. Adotou significância de 5%. A distância percorrida foi diferente entre os jogos reduzidos, sendo o jogo com três traves (2,610 ± 0,4m) superior ao jogo de uma trave (2,400 ± 0,2m) (p<0,01). O afeto foi diferente significativamente, sendo o jogo com três traves (1,67 ± 1,5), mais prazeroso que o jogo com uma trave (0,92 ± 3,2). Na PSE não houve diferença significativa entre os JRF (p=0,14), entretanto, houve uma tendência de maior esforço no JRF de uma trave (16,42 ± 2,27) comparado com o de três traves (15,08 ± 2,5). O teste de sprints repetidos no baseline e após ambos JRF não diferiram (p= 0,98). Conclui-se que jogos reduzidos geram alta demanda física visto pela distância alcançada e PSE, junto a isso o JRF três traves gerou uma maior sensação de prazer mesmo os atletas percorrendo uma maior distância, quando comparado ao jogo com uma trave.

 

ABSTRACT 

The reduced game influence the target answer, distance and adolescents speed players

The aim of this study was to analyze the interference of the number of goals in small-sided games (SG) on the distance traveled, affective responses (Feeling Scale, PSE) and speed of young footballers. Participated 12 male athlete’s (16.9 ± 0.8y; 62.24 ± 7.3kg; 1.71 ± 0.1m; 21.32 ± 1.6kg/m²). We analyzed two training session: 1) SG 3 x 3 with one goal; 2) SG 3 x 3 with three goals to each team. For comparison in covered distance and RPE utilized Test T for dependent sample. The variable affect, utilized Chi-square test. For analysis in repeated sprints (baseline, SG with one beam and SG with three beam) utilized ANOVA repeated measures. Adopted significance for p<0.05.  The covered distance was different between the SG, and the game with three goals (2.610 ± 0.4m) higher than the SG of one goal (2.400 ± 0.2m) (p<0.01). The affection was significantly different, and the game with three goals (1.67 ± 1.5), the more pleasurable the game single-goal (0.92 ± 3.2). The RPE was no significant difference between the SG (p = 0.14), however there was a trend toward greater effort on SG with one beam (16.42 ± 2.27) compared with the game of three beams (15.08 ± 2.5). The sprints repeated test at baseline and after both SG did not differ (p = 0.98). The small game with three beams generated a greater sense of pleasure even athletes traveling a greater distance compared to the game with one goals.

Palavras-chave


Futebol; Esporte; Percepção; Treinamento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons

RBFF - Revista Brasileira de Futsal e Futebol

IBPEFEX - Instituto Brasileiro de Pesquisa e Ensino em Fisiologia do Exercício

Editor-Chefe: Antonio Coppi Navarro. E-mail para contato: aqui

Editor Gerente: Francisco Nunes Navarro. E-mail para contato:aqui