A influência da posse de bola no resultado dos jogos da primeira divisão do campeonato paulista 2019

  • Osvaldo Tadeu da Silva Junior Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium de Lins, Lins-SP, Brasil; Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita” (UNESP), São Paulo, Brasil.
  • Dener Mendis Donzelli Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium de Lins, Lins-SP, Brasil.
  • Hugo Eurico Martins Francisco Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium de Lins, Lins-SP, Brasil.
  • Murilo Sampaio Henrique Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium de Lins, Lins-SP, Brasil.
  • Julio Wilson dos Santos Universidade Estadual Paulista (Unesp), Departamento de Educação Física, Bauru-SP, Brasil.
Palavras-chave: Futebol, Posse de bola, Influência do resultado

Resumo

Introdução: Dentre as variáveis que ajudam no bom desempenho de uma equipe, a posse de bola tem sido um fator importante, haja visto que muitas pesquisas relacionam a posse de bola com sucesso nas partidas disputadas. Objetivo: o presente estudo teve como objetivo avaliar a influência da posse de bola nos resultados dos jogos do campeonato paulista da primeira divisão no ano de 2019. Materiais e Métodos: Foi realizada uma pesquisa descritiva com abordagem correlacional utilizando observação, registro e análise de dados. Foram analisados 64 jogos oficiais da primeira divisão do campeonato paulista do ano de 2019. Os dados foram observados de forma direta através da análise de vídeo e a análise e gravação dos dados estatísticos da partida realizados em tempo real através de aplicativo para dispositivos móveis DartFish EasyTag. Resultados: Os resultados obtidos apontaram diferença significante entre vitória e derrota (52,0 ± 0,9 e 45,0 ± 0,8; p=0,03) e correlação entre o tempo total de posse de bola em minutos com o número de vitórias (r2=0,55, p≤0,05). Conclusão: O estudo demostrou que houve influência positiva significante da posse de bola sobre os resultados das partidas no campeonato paulista na série A1 no ano de 2019.

Referências

-Aquino, R.; e colaboradores. Effects of match situational variables on possession: The case of England Premier League season 2015/16. Motriz: rev. educ. fis. Vol. 3. Num. 3. 2017.

-Braz, T.V.; Marcelino, V. R. Análise de posse de bola em seleções de diferentes continentes na FIFA Word Cup 2010TM®. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo. Vol. 6. Num. 21. 2014. p.234-242. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/293/241>

-Carvalho, F.M.; Scaglia, A.J.; Costa, I.T. Influência do desempenho tático sobre o resultado final em jogo reduzido de futebol. Rev. educ. fis. UEM. Vol. 24. Num. 3. 2013. p. 393-400.

-Cross, Z.; Pill, S.; Williams, K. Comparing possession characteristics between 12, 15 and 18 a side games in junior Australian footballers. Sportlogia. Vol. 14. Num. 1. 2018. p. 1-11.

-Dantas, M.; Machado, M.; Macedo, M. Fatores determinantes da eficiência dos clubes de futebol do brasil. Advances in Scientific and Applied Accounting. Vol. 8. Num. 1. 2015. p. 113-132.

-Garganta, J. Modelação táctica do jogo de Futebol: estudo da organização da fase ofensiva em equipas de alto rendimento. Faculdade de Desporto. Tese de doutorado Universidade do Porto. Porto. 1997.

-Machado, M. A. P. A posse de bola como fator determinante para a vitória na copa do mundo de 2010 na Ãfrica do sul. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 3. Num. 8. 2011. p.117-122. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/87>

-Marques, N. Copa do Mundo de 2014: dados estatísticos das quatro melhores equipes. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 7. Num. 23. 2015. p.80-94. Disponível em: <http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/326/263>

-Moraes, J.; e colaboradores. Análise das finalizações e posse de bola em relação ao resultado do jogo de futebol. R. Min. Educ. Fis. Edição Especial. Num. 9. Vol. 2013. p. 397-403.

-Rodrigues, V. O.; e colaboradores. A influência da posse de bola na posição final das equipes do Campeonato Brasileiro Série A e B. Rev. Acta Brasileira do Movimento Humano. Vol.6. Num.1. 2016. p.16-26.

-Oliveira, B. M.; Dias, D. F.; Alves, A. L.; Ferreira, J. C.; Mezêncio, B.; Ribeiro, R. S. Modelos de análise do scout para o futebol baseado na copa do mundo de 2014. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 7. Num. 26. 2015. p.413-418. Disponível em: http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/362

-Thomas, J.R.; Nelson, J.K.; Silverman, S.J. Métodos de pesquisa em atividade física. Porto Alegre. Artmed. 2007. p. 419.

-Silva, A.S.; e colaboradores. Indicadores técnicos das equipes vencedoras e perdedoras da liga dos campeões 2014/2015. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 10. Num. 37. 2018. p.179-185. Disponível em: < http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/566>

-Silva, J.V.O.; e colaboradores. Relação entre posse de bola e eficácia em processos ofensivos no futebol. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. São Paulo. Vol. 8. Num. 29. 2016. p.161-165. Disponível em: < http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/408>

Publicado
2021-05-09
Como Citar
Silva Junior, O. T. da, Donzelli, D. M., Francisco, H. E. M., Henrique, M. S., & Santos, J. W. dos. (2021). A influência da posse de bola no resultado dos jogos da primeira divisão do campeonato paulista 2019. RBFF - Revista Brasileira De Futsal E Futebol, 12(51), 655-659. Recuperado de http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/1000
Seção
Artigos Cientí­ficos - Original